Eu não estou bem e você precisa saber

Provavelmente seria impossível por em uma ordem cronológica todos os acontecimentos dos últimos tempos que me deixaram assim. É mais fácil eu ir falando aos poucos o que meu coração deixar e se dermos sorte ele talvez queira se abrir de vez com alguém desconhecido, alguém que lê lamúrias alheias e que aquece o meu coração quase extinto.

A questão é: está doendo. Está doendo querer abraçar alguém e ver que todos estão de costas para mim. Está sendo horrível querer viver e ao mesmo tempo não achar tanta graça assim na vida. Não sei dizer ao certo se estou infeliz, na verdade acho que não. Isso é apenas um desespero adolescente comum, pelo menos eu espero. E quer saber o que mais eu espero? Espero uma mensagem sua dizendo que está com saudades. Espero o dia em que nossos corações virão à tona e eu não terei mais nada a esconder. Almejo o dia no qual poderei ser livre, sem nenhuma angustia me prendendo e muito menos uma paixão qualquer me rendendo a uma vida sem fé.

É irônico dizer, pois eu que sempre preguei querer uma vida independente, estou aqui hoje rezando para dividir minha jornada com alguém, o mesmo que já sei quem, esse alguém que se chama você… Você que mudou o ritmo do meu coração e trouxe luz para os meus dias. Você que consegue me levar aos céus e em um piscar de olhos me derrubar novamente. Não deveria confiar em alguém que tem tal efeito sobre mim, mas não consigo mais me comandar e sinto que contigo iria a qualquer lugar, mesmo sabendo o preço que poderia me custar. Ao teu lado digo adeus ao mundo e sigo como se não houvesse um futuro, como se não tivéssemos um passado. Para acabar com esse sentimento em mim, correria o risco de te perder, mas antes que eu possa pensar em qualquer coisa, já te perdi.

Desculpa meu jeito torto e sem noção de querer te fazer ficar. Juro que a partir de hoje nada mais me fará correr atrás de algo que foge de mim. Se eu tentei até aqui, é porque não queria minha consciência pesada e nem aquele insuportável ‘’será?’’ me perseguindo. Hoje eu quero começar algo novo e com certeza ainda te verei em alguns textos, filmes e histórias que criarei antes de dormir. Recuso-me acreditar que você não foi nada para mim. Acredito muito no amor e o que sinto hoje me faz acreditar que você é o meu. Eu não estou bem e você precisa saber que a partir de hoje farei de tudo para te deixar escondido no meu peito. Quero te ver de novo, mas em uma versão melhorada do meu ser. Siga em frente aqui dentro e me ajude a melhorar. Nos meus sonhos sempre seremos nós e você saberá quando me abraçar.

Anúncios

Meu coração não é ‘casca grossa’

Sabe o que me dói?
Não é o fato de você ter feito o que me fez. Nem ter conseguido fazer com que eu não pudesse mais confiar em você. Foi o fato de ter destruído o que havia de mais bonito em mim. Eu esperava qualquer coisa, de qualquer pessoa, menos que você destruísse qualquer resquício de amor que em mim habitava.

Só uma palavra resume o que estou passando: merda. Sim, é uma merda ter que passar por isso. Se sentir sem chão. Os amigos batendo na porta pra ir pra balada, pra bebedeira, pro caralho com isso tudo. Ninguém é capaz de entender. Acham que homem não é capaz de ter sentimentos intensos. Estão errados. Se me vissem chorando, como estou agora, veriam em meus olhos a dor que é. Sentiriam o peso que paira sobre mim, a angústia a decepção.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Meu coração está envolvido por uma casca, uma casca grossa. Tá querendo se blindar de qualquer ameaça que possa vir e feri-lo mais uma vez. Ele está com medo. Acuado. Parecendo bicho que foi judiado a vida toda.

Mas estou tentando sair dessa. Estou sim. O que é a vida, senão uma aventura de incessantes acontecimentos felizes e infelizes, não?

Eu poderia ter me vingado se quisesse. Mas não adiantaria de nada. O alívio não seria imediato e apenas passageiro. O que me mata agora é essa busca pela compreensão de tudo. Fico tentando entender tudo olhando pela janela com o cigarro na mão. Por alguns momentos penso que a culpa é minha. Impossível. Não posso e nem devo pensar dessa maneira. Se eu que te quis tão bem e fiz de tudo para que nós dois pudéssemos perpetuar, não posso ser o culpado por erros que não são meus.

E pensar em um recomeço me dá calafrios agora. Amar é bom, é gostoso. Mas ter que esquecer um e pensar na possibilidade de um próximo é assustador. É pra por medo em qualquer ‘coração casca grossa’. E apesar disso tudo eu ainda sei que o amor vale mais que qualquer sofrimento, mais que qualquer birra em dizer que não quero mais amar. Minha condição humana me faz amar. E sempre procurarei um amor.

josias

Segui em frente e não vou mais lhe esperar

Esperei pelo beijo depois da briga, só tivemos brigas, esperei na porta do cinema para a estreia daquele filme que você sabia o quanto eu estava ansiosa para assistir, um balde de pipocas amanteigada fora minha única companhia. Esperei que me convidasse para irmos de mãos dadas ver o sol se pôr, e me encontro nas areias da praia contemplando solitariamente, mais um luar, você? “- Deve estar atrasado, mas em breve irá chegar”.

Esperei tanto, que a espera se tornou pesada e tediosa, então eu esperei pelas suas desculpas, algo haveria de justificar tanto descaso, porém nem me iludir mais você se dava o trabalho, o trânsito estava cheio, meu patrão me fez fazer hora extra, o periquito da minha tia avó precisou de cirurgia cardíaca, quis sua companhia e ao invés disso, sua ausência se fez notar, juntamente com o silencio brutalmente intragável, de namorados passamos a dois tristes estranhos solitários.

Esperei que me amasse, lidei com o seu desprezo, esperei pelo seu sorriso, encontrei um rosto fechado e distante, esperei pelo pedido de casamento, você me apresentou sua amante.  Chorei por dias a fios, esperei que a dor passasse, em mim ela decidiu fazer morada, sem pressa alguma de partir, esperei por um pedido de desculpas, tive que encarar a sua felicidade estupidamente estampada em todos os cantos para onde quer que eu olhasse.

Esperei por nosso futuro, tive que conviver com você se transformando em passado. Esperei pelo seu arrependimento, lidei com suas vanglorias. Esperei pelo dia que eu te esqueceria, e de repente recebo algo totalmente inesperado. Você em minha porta, me pedindo para voltar.

Você na minha frente, dizendo que estava cansado das porradas do mundo, e implorando pelos meus cuidados, você que estava cansado de prazeres banais ali estava desejando o meu amor, você que se sentia perdido, voltou me dizendo que eu era o seu cais, você que sempre debochou de todos as minhas declamações, estava ali, de joelhos em minha porta jurando que queria que eu fosse o seu par.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Você que eu já não lembrava mais da cor dos olhos, ou da intensidade do sorriso, do afago das mãos e muito menos da sensação de casa preenchida, me explicava incansavelmente a quanto estúpida tinha sido as suas escolhas, você que me virou as costas e me negou o seu amor, hoje me suplica dizendo que sou a mulher de sua vida, que fez besteiras e que eu preciso lhe perdoar.

A você que tanto me pediu para que eu seguisse em frente e viesse a te esquecer, sinto lhe informar, mas não te quero mais por aqui.

– Não me ama mais?

– Esperei por esse dia, incontáveis vezes, inventei tantas desculpas para o seu desdém, que chegou ao ponto de eu não saber mais qual era a minha realidade, e notei que as desculpas são apenas a nossa válvula de escape, sempre estivemos quebrados, eu que demorei para notar. E hoje eu sei que o tempo que nos ajuda a superar e seguir em frente independentemente de termos aprendido a lição, ou recomposto os pedaços de nosso coração, não está à venda.

Assim como um pedido de desculpas depois de algo que realmente nos feriu tem a mesma utilidade que um peixe usando uma bicicleta. Cuidado. Todos pedem perdão, mas não são todos os “vamos passar uma borracha no que passou”, que realmente são encontrados numa gôndola de supermercado, ou nas minhas vontades.

Existem marcas que nem o mais sincero pedido de desculpas é capaz de surtir o efeito, aprecie, cuide, nem tudo que se quebra é favorável a um conserto, e no nosso caso Pedro, me desculpa, mas eu cansei de te esperar, então eu lhe superei.

Adeus!

re

A mensagem que eu não mandei

Eu sei, já está tarde. Quase 4h da manhã. Você deve estar dormindo e sonhando com seus amores platônicos do mundo das celebridades. Mas é que eu queria tanto te acordar com o barulho de uma mensagem… O barulho é suave, prometo não te assustar. É que a madrugada está me torturando e a insônia não está querendo ir embora, são 3h15 da manhã de uma sexta-feira e meus seriados já não são capazes de apaziguar minha ansiedade.

Você me pediu para não lhe procurar e eu disse que não o faria, mas entende o quão difícil isso é para mim? É torturante não acordar com uma mensagem tua no meio de um cochilo no sofá da sala. É estranho sair do trabalho no meio da noite e não poder te ligar para perguntar se você vai querer a pizza de sempre ou vai preferir mudar o cardápio.

Eu queria poder sair daquele balada sem graça e aproveitar a bebedeira para te ligar e me declarar. Queria te mandar áudios das nossas músicas ou te recitar um poema do Vinícius. Queria poder te encontrar no meio da noite, bater na sua porta de madrugada e te pedir que me proteja do frio. Queria deitar contigo, olhando um filme qualquer, gargalhando e se acarinhando. Queria acordar com teus carinhos em meus cabelos e com seus olhos atentos esperando eu acordar. Queria te ter ali, em minha frente, ao menos mais uma vez.

E olha só que coincidência, amanhã sua banda preferida toca numa cidadezinha aqui perto e eu aposto que você está louca de vontade de ir. E se eu te ligar e te disser que eu te levo, que eu vou contigo, pulo, danço e até canto aquelas músicas que você me fez enjoar de tanto ouvir? E se eu te disser que eu não vou me importar com seus gritos desesperados por aquele cantor estranho que você insiste em chamar de lindo? É que eu só queria ver teu sorriso mais uma vez.

Eu só queria poder te escrever uma daquelas minhas mensagens longas e cheias de sentimentos que só você entende e aguenta. Queria te dizer tantas coisas, mas a cada vez que começo a escrever, sua foto do Whatsapp parece me perguntar: “Não lembra do acordo que fizemos?”. E isso me tortura. Dói não poder te procurar…

vic

Aos poucos tudo foi se perdendo

Não foi como aquelas histórias rotulada com o “Era uma vez”, até porque não teve o inicio da paixão como em um passe de mágica. Foi tudo assim… Tudo acontecendo gradativamente fora do normal e surpreendentemente inesperado. Quando me dei conta me sentia entregue, propensa, vulnerável… Sentia-me sua – até demais -. Não me importaria de ser sua experiência de amores impossíveis ou ate sua conquista alcançada, se eu tivesse essa sorte. Mas em pouco tempo começou existir o choro, a tristeza, a saudade, falta de reciprocidade, medo e a insegurança. Eu pensava insistentemente que não era normal existir isso, não entre nós, mas aconteceu. Só existiram coisas que você e minha ilusão eram os causadores, e ninguém além de mim poderia me ajudar a curar e esquecer todas essas lembranças; lembranças que para mim eram a melhor parte de você que ainda teimava em ficar acessa dentro do meu peito, aquecendo-me nas noites frias, levando-me a vários pensamentos quando escutava determinadas musicas ou até mesmo quando esse vazio resolvia me fazer companhia em alguma mesa de bar. Deixando mais claro entre um porre e outro que nunca existiu nada além das minhas ilusões;
 
Eu me dando por inteiro e você nem a metade!
IMG_6871

Os dias em que eu quero sumir

Não é sempre que acontece. É justo até dizer que é um sentimento que raramente me atinge. Quer dizer, raramente atingia – de uns tempos pra cá tem se tornado habitual essa angustia que me consome por dentro – e quando vem, vem pra me derrubar. É tipo essas gripes repentinas e agressivas que nos fazem trocar um planejado dia por um dia todo na cama. E aí eu simplesmente não consigo fazer nada: levantar ou pensar são ações que ficam impossíveis de serem executadas; me resta somente sentir uma tristeza fria e profunda. Sobra pra mim a chance de me jogar numa penumbra de preces por sorrisos que não valem pra quem é ateu de boas vibrações.

Não que eu tenha motivos pra reclamar da minha vida mas têm dias que eu quero sumir; fechar os olhos e aparecer em lugar diferente, com outras pessoas, pensamentos e situações. Onde eu possa dizer o que ninguém diz e todo mundo sente sem medo de ser julgado. Um local onde eu tenha a habilidade de voltar no tempo e mudar tudo o que me machuca ainda hoje. Deitado no meu quarto procuro algum oculto portal que vai me levar pra bem longe dessa inquietude mental que vai me consumindo e me fazendo sempre querer mais do que posso ter. Será que eu sou a única pessoa no universo que se sente assim? Bem, é a impressão que tenho. Essa droga de impressão arrogante impregnada nas minhas entranhas.

Maldição! Eu não consigo me contentar com nada. Vou me isolando de amigos e familiares por achar que ninguém é bom o suficiente pra mim. Sigo desperdiçando tempo procurando consolo em ilusões baratas e supérfluas. Mantenho-me distante do caminho que tracei e dos objetivos que almejei. É um conjunto sucessivo de erros que identifiquei porém não tive a capacidade de alterar. Quantos devaneios perdidos ausentes de razão!

Quando tudo isso acontece e vem misturado é um maluco e descontrolado turbilhão de sentimentos. Simplesmente não consigo sentir uma coisa de cada vez; ou sinto nada e entro num vazio profundo ou sinto tudo e entro em ebulição por dentro com tanta coisa mal explicada. Quando a vontade de ir me estrangula e a de voltar me passa uma rasteira, quando vou abrindo mão do meu poder sobre a vida e perdendo o controle sobre as coisas, quando vejo que não sou dono de ninguém, sequer do meu próprio amor, me resta ir pro quarto, apagar as luzes e fechar os olhos.

São esses os dias em que eu quero sumir.

IMG_2637-6

Siga o autor