Leia ao som de Não Me Olhe Assim – Capital Inicial Olha, eu sei que é difícil para todo mundo. Ter que superar e passar por essas coisas que ninguém quer, mas todos passam. Coração partido, decepções, histórias que não foram como a gente imaginou que poderiam ter sido. Mas tenho uma teoria de que quando […]

(Leia ao som de Soldier)

Sim. Eu costumava ver tudo com um jeito meio vira-lata, assim, de baixo pra cima. Mas conforme a gente vai vivendo a coisa vai mudando, a forma de ver vai ficando mais clara e simplificada.

Falhar é sim uma opção. E muito.

Conquistar tudo não depende só da gente e está tudo bem se as coisas não derem certo.

Quanto mais cedo melhor? Nem tanto. Quanto mais cedo, menos maduro. Isso sim. Já é praxe você ler textos por aí que dizem que cada um está em um degrau diferente da escada da vida. Vou repetir, mas sei que você já sabe: um conquistou tudo com 25 e morreu aos 40. Outro iniciou aos 50 e viveu até mais de 100. Por aí vai. Continuar lendo

(Leia ao som de Nearly Witches) Às vezes acho que enlouqueci. Para ser mais honesto, isso tem se repetido com tanta frequência que já arrisco afirmar com certeza que cruzei a fronteira da insanidade. Sim, eu enlouqueci. Me internem, me trancafiem em uma sala toda branca, me amarrem e amordacem, me envolvam em uma camisa de […]

(Livremente inspirado na canção Velocidade – Vera Loca)

Estávamos eu e ela, sentados, conversando sobre nada, falando quase tudo.

Era a minha chance, mas passou tão rápido. Era um pôr do sol, um momento perfeito. Mas quantos minutos dura um pôr do sol? Não o suficiente para eu conseguir me declarar. E quando escureceu, o clima já era outro. Foi embora uma das mais lindas oportunidades daquelas que acontece apenas uma vez na vida. Continuar lendo

Existem coisas que nunca mudam, não importa o tempo que passe. Não importa a força que se faça ou a quantidade de vezes que se tente. Existem coisas que são imóveis, pesadas demais para alguém mexer, fortes demais para que se remova da memória e que carregam consigo um turbilhão de emoções que se confundem. […]

Melhor ao som de The Adventures Of Rain Dance Maggie. Não sei se você já conheceu alguém assim, que vive em alta velocidade, te agita, parece que exerce uma magia absurda sobre os sentimentos. Ela é o tipo de gente que cria o que eu chamo de ‘memórias coloridas’. Um dom que algumas pessoas possuem de […]

Ela ainda não sabe o crime que cometeu, mas está encarcerada. A cela é fria e úmida. A comida é escassa e as visitas, cada vez mais raras. Seu grito ecoa num ambiente que não acolhe dores. Ela gasta o tempo que tem a pensar em tudo que a fez chegar até ali e planeja, […]