Sei que mudei você

Não que eu me orgulhe, tampouco acho correto. Suficiente? Quisera eu poder exercer algum tipo de influência sobre suas ações através de todas as minha crenças e certezas. Reconheço um certo individualismo nesse meu pensamento, porém entenda que não se trata de egoísmo. Acaba sendo esse meu jeito um tanto tosco de dar e retribuir suas formas de fazer eu mudar e melhorar.

Entendo muito pouco desse lance de dar, receber, ajudar, retribuir. Afinal, se entendesse, não chegaríamos ao ponto de você colocar sua mala ao lado da porta da frente da minha vida em tom de ameaça.

“Ou muda ou eu saio”, eram as palavras que você disse inúmeras vezes sempre depois dos meus erros repetidos. Eu sabia que lhe feria, contudo depois prometia mudar.

O contrário da mesma forma acontecia e seguiamos nesse jogo de intrigas e palavras caminhando rumo ao desconhecido, cada vez mais distantes dos sentimentos que fizeram-nos começar isso tudo.

Hoje fica praticamente impossível retornarmos à tempos idos pra buscar o que deixamos sem o menor apego. Ou simplificando, você sabe: agora é tarde demais. Embora eu diga pelas noites que sempre é hora de recomeçar, prefiro não reabrir nosso caso. Magoar você uma vez só foi suficiente. E pode acreditar: eu sou muito bom nisso.

Nas profundezas dos meus escuros pensamentos, tem horas que chego a acreditar que nem gosto de quem me tornei. Da minha própria pessoa não posso fugir. A ironia é que me apaixonei por quem você era e hoje evito de lhe procurar. A ironia mesmo é que sei que mudei você.

IMG_2637-2

Anúncios