Não, ainda não está tudo bem

Eu poderia muito bem mentir. Dizer que está tudo lindo, perfeito e maravilhoso. Me sair por cima e dizer que foi melhor assim, que você foi ruim pra mim, que estou melhor sem você. Eu poderia também dizer que estou muito feliz, que estou curtindo a minha vida e que você foi meu erro.

Bom, eu poderia dizer mil e uma mentiras aqui pra simplesmente ser orgulhosa e pagar de superior. Mas a verdade é bem mais cruel e dolorosa.

A verdade é que desde que você se foi, de alguma maneira, tudo na minha vida se tornou horrível. Minha vida financeira, minha vida sexual, minha vida amorosa, minha saúde, minha vida dentro de mim mesma. Está tudo desmoronando desde aquele maldito dia. Pode ser coincidência. Pode ser que seja uma daquelas fases que o teto desaba na sua cabeça tudo de uma vez só. Que não espera você nem respirar para a parede também começar a cair.

Ultimamente me vejo num mar cheio de ondas fortes e bravas e eu tentando nadar até a área seca pra ter um pouco mais de fôlego, um pouco mais de calma.

Acontece que nesses dias sombrios assim, você me abraçaria bem apertado e diria “eu estou aqui com você”, faria eu deitar do seu lado e por algumas horas eu esqueceria tudo isso. Esqueceria que o teto está ali na minha cabeça e tudo está cheio de poeira. Você me amaria de um jeito único, que pelo menos em algumas horas eu não me sentiria um lixo de ser humano.

Não, eu não estou dizendo que preciso de você pra sobreviver, pois estou eu aqui, viva, respirando, apesar de tudo. Mas acontece que eu queria você aqui. Eu queria porque apesar de eu ser completa, você me transbordava, você fazia o ruim ficar bom, e nós dois juntos fazíamos o bom ficar ótimo. Eu acredito que não sou melhor sem você e nem pior. Eu sou simplesmente eu e tudo que eu não queria era ser simplesmente eu. Eu quero sempre mais. E você era o meu mais. Eu digo sim de boca cheia, que eu me basto. Mas eu quero mais que me bastar. Entende o que eu digo?

Acontece que nada ainda está bem e você poderia melhorar, poderia ao menos me confortar!

Hoje a saudade falou comigo

Hoje acordei com um aperto no peito e uma lembrança boa sua. Acordei e abracei meu travesseiro. Abracei de verdade. Forte e bem apertado mesmo. Imaginando que era você ali. E por um breve momento eu senti seu cheiro. O cheirinho gostoso depois que você tomava banho e vinha bem quentinho me abraçar por trás enquanto eu lavava a louça da janta. Aquele abraço meio casa que todo mundo deseja ter um dia. Aquele abraço que os braços se envolvem como se fossem cobertas para o coração. Como se não fossem nunca mais largar.

Eu me aconchegava em seu peito enquanto deitávamos e escutava as batidas do seu coração tão calmo, tão sossegado e tão confuso ao mesmo tempo.

A gente ficava ali um tempo, bem quietinhos tentando se esquentar numa noite fria como a de hoje. Você colocava um blues pra tocar e me beijava como se não existisse mais ninguém no mundo, somente nós dois, ali, bem quentinhos e confortáveis.

Você me mostrava coisas engraçadas na internet e a gente ria. Você me mostrava vídeos que gostava e eu adorava ver o quanto você ficava admirado vendo eles tocarem.

Você me beijava de novo e esquecia o celular. Eu esquecia o meu. E nós esquecia o mundo inteiro. Naqueles momentos só existia nós dois, nossos corpos, nossos beijos, nossas mãos entrelaçadas, nossos olhares fascinados um para o outro e nosso grande amor. Amor único que desperdiçamos. Não soubemos usar a nosso favor e deixamos tudo se acabar. E hoje, a dor que senti naquele término, veio em forma de saudade. Hoje a saudade falou comigo e falou muito de você. Ela gritou mais do que falou. Ela bateu mais do que gritou. A saudade veio e o choro saiu. Hoje, realmente, a saudade falou comigo!

Às vezes a vida nos vira do avesso

Sempre tive o costume de me pegar pensando na vida. Vira e mexe estou eu em um lugar qualquer pensando em como minha vida está se saindo no momento. Sei bem apreciar quando vejo que está tudo bem e estou feliz. Saio distribuindo flores até pros vizinhos chatos. Mas meu amigo, o que fazemos quando a vida te vira totalmente do avesso? Você pega pra pensar no quanto sua vida mudou de uma hora pra outra, de um mês para o outro ou de um ano pra cá.

Me sinto perdida, sem saber que rumo minha vida vai tomar. Não consigo fazer nenhum plano para semana que vem porque não sei como vou estar semana que vem. Vou estar na minha cidade ainda? Vou estar empregada? Vou estar apaixonada? Vou estar solteira? Vou estar namorando?

Eu não consigo mais ter as respostas dessas perguntas tão simples da minha própria vida. Tudo que me resta é ficar revivendo os momentos bons que a vida me proporcionou.

Tudo que está me restando agora é acreditar em destino. Acreditar que o que tiver que ser, vai ser. Sempre usei isso como desculpa pra respostas que eu não sabia dar. Mas agora, de verdade, não vejo outra saída. Tenho que acreditar de verdade que o destino vai se encarregar de tudo.

Quando a vida te vira do avesso você não se sente feliz e nem triste. Você está estável e agradece imensamente somente por ter saúde. Não tem nada mais a agradecer e nada a reclamar. Simplesmente senta, cruza os braços e os dedos, torcendo pra que a vida nos vire do lado certo novamente para sentir a felicidade transbordando no coração. Para sentir vontade incontrolável de agradecer aos céus tudo de bom que acontece.

E eu prometo que se a vida me virar do lado certo de novo, não vou esquecer nenhum segundo de agradecer imensamente a Deus!

Ela só está de boa

Hoje ela deitou a cabeça em seu travesseiro e não pensou. Não chorou. Não imaginou. Não fez planos. Apenas se lembrou de tudo que viveu e sorriu. Lembrou de como foi feliz e de como pode ser ainda. Lembrou das risadas e choros. Lembrou também que não guarda mágoa e isso a fez sorrir novamente.

Ela nunca foi dessas de guardar mágoa, mas dessa vez ela percebeu de verdade que o melhor que ela pode fazer é não guardar mágoa. Perdoar e se perdoar.

Ela não está ligando mais pra quem deixa de ficar. Às vezes dói, é claro, mas guarda dentro de si uma esperança enorme do mundo girar. Ela sabe que o mundo gira, parceiro. Mas enquanto não girar, ela só está de boa. Não quer conhecer ninguém e nem deixar que te conheçam. Está com preguiça de ter pessoas novas em sua vida e acabar novamente sofrendo. Não que isso seja o maior problema dela. Não, não é isso. Ela até se conforma com tudo de ruim que acontece com ela e jamais perde o sorriso incrível que tem. Diz pra todo mundo que está tudo bem, mesmo se por um momento a tristeza bateu na porta. Ela sabe que é só um momento ou uma fase. Que tudo passa e tudo vai passar. Coisas ruins acontecem com todo mundo e coisas boas também.

Ela simplesmente deixou de se preocupar com o amanhã ou o ontem. Ela quer viver o agora. Se ela está afim, ela vai dizer e fazer de tudo pra conseguir. Se não está, diz na lata também.

É que ela só está de boa. Não se preocupa muito com o que vão pensar ou falar dela. Afinal, ela nasceu pra ser feliz e não perfeita. Esse sempre vai ser o lema de vida dela!

Mude-se

Mudança. Eis uma palavra que para alguns é um alívio, para outros causam medo e para outros revolta.

O mundo está girando todos os dias e todas as horas. Tudo está sujeito a mudança. As plantas, os animais, os objetos, a tecnologia, nós.

A verdade é que isso é necessário. Nascemos, vivemos, caímos e nos levantamos. E a cada erguida do chão, é uma mudança consequente. Isso é desde criança, quando caímos de bicicleta e ralamos o joelho. Nós mudamos nosso jeito de andar. Tomamos mais cuidados. E é assim na vida adulta também.

A cada decepção, a cada erro cometido, estamos sujeitos a mudança, sempre tomando mais cuidado. Podemos mudar nossos sentimentos. Podemos mudar nossa personalidade. Ou podemos, simplesmente, mudar de cidade.

Mudar faz muito bem. Mudar os sentimentos nos torna menos vulneráveis. Mudar a personalidade nos torna pessoas novas para nós mesmos conhecer. Mudar de cidade, faz darmos valor para aquilo que sentimos mais saudade. A família, os amigos. Mas nunca, a quem nos decepcionou. Costumo dizer que devemos mergulhar fundo nas mudanças. E é normal sentirmos medo. Mas é aquela velha frase “se der medo, vai com medo mesmo”. A mudança nos faz amadurecer, nos torna cada vez mais independentes e cada vez menos vulneráveis aos sentimentos.

Não, não acho que seja uma obrigação mudar, só estou dizendo que faz muito bem.

Se ta tudo bem, não precisa mudar se não quiser. Mas se nada vai bem, então aconselho a mudar. Escolha o que quer mudar e tente. Vai dar muito medo no começo, mas depois, meu amigo, será libertador.

Hoje em dia o único conselho que consigo dar a alguém que não está bem com determinada situação é: mude-se. Nao interessa o que ela tenha que mudar. Mas como a mudança é necessária, então mude-se!

Eu te amo, mas não voltaria pra você

Desde que você se foi sinto uma dor terrível. Um vazio constante. Eu olho para nossas fotos e choro. Eu realmente queria que tudo fosse diferente. Mas não foi.

Você me deixou e eu estou aqui agora sofrendo por um amor não correspondido. Mas eu não vou lutar por você. Não vou sangrar dando o famoso soco em ponta de faca.

Eu o amo, mas não voltaria pra você. Não conseguiria voltar a rotina como se nada tivesse acontecido. Não conseguiria confiar de olhos fechados novamente. Não conseguiria sentar na mesa de jantar e conversar com a família. Conversar assuntos que eu nunca prestei atenção. Mal via a hora de acabar logo a comida e voltar para o quarto. Não conseguia ouvir nenhum pingo da história que seu pai contava de quando conheceu sua mãe ou de quando virou policial. Eles deixavam bem claro que eu não fazia parte da família. Sempre estavam se entreolhando quando eu aparecia. Eu nunca me senti bem, nunca me senti uma pessoa bem vinda, mas sim, tolerada.

Não, não digo que não era bom estar lá, era bom sim, só não era confortável. Não tínhamos a privacidade necessária de um casal. Só que era bom porque eu tinha você, apesar de tudo e isso me aliviava. Mas eu nunca consegui gostar nem da rua que você morava, nem da casa, nem da sua família. E você sabe disso.

Eu só estava ali por sua causa. Tudo que eu fazia era por sua causa. E a partir do momento que eu não tinha mais você de alguma forma e você se distanciou de alguma forma, isso estava se tornando insuportável. Eu o amava. E amo. Mas eu não voltaria pra você.

Eu não voltaria a ter que aturar essa rotina cansativa de ir pra sua casa e você ir pra minha. Todos os dias isso. E isso se tornando um tanto faz cada dia mais. Eu não voltaria a implorar atenção e carinho, enquanto eu estava semi nua na sua cama e você jogando no computador.

Eu não voltaria a ir em lugares que não gostava só pra te agradar porque não tinha um único lugar sequer que nós dois gostássemos igualmente.

Eu não voltaria a ficar calada diante de uma injustiça só pra não magoar tua família e consequentemente magoar você também.

Eu não voltaria a ficar chorando no seu quarto por querer carinho e você ficar dando risada com sua família la na sala.

Não, eu não voltaria pra uma pessoa sem reciprocidade.

Eu não voltaria pra uma pessoa egoísta e mentirosa. Pra uma pessoa fria e calculista.

Eu não voltaria a ter as mesmas discussões sempre. Eu queria x e você queria y. Isso já não tava dando mais certo. Já estava ficando insuportável. Eu realmente não consigo mais. Não conseguiria novamente. Então, não, eu não voltaria pra você.

Eu o amo. Mas eu não voltaria pra você!

Apesar de tudo

E eu ainda me preocupei. Ainda me preocupo e acho que vou me preocupar durante um bom tempo. Eu ainda me preocupei mesmo depois de todos os seus vacilos. Ainda me preocupei mesmo depois de me machucar, mesmo depois de me deixar no chão. Do chão eu me reergui somente para estar contigo em sua hora mais difícil.

Eu não consigo simplesmente sentir raiva. Eu estou profundamente magoada, mas não deixo de querer o teu bem. Mesmo tendo todos os motivos do mundo para te desejar o pior.

Talvez essa seja minha maior qualidade para os outros, mas o pior defeito para mim.

E você sabe bem disso. Sabe que mesmo tentando ser ruim, ainda consigo ser boa.

Confesso que sim, já te desejei as piores coisas, mas meu querido, você sabe bem que sempre é da boca pra fora. Sou impulsiva e intensa de mais. E isso você também sabe bem.

Captura de Tela 2016-03-18 às 23.14.38

A verdade é que você sabe bem de mim em todos os aspectos. E talvez isso seja péssimo para você me esquecer.

Eu, apesar de cada ferida dentro do meu peito, ainda pergunto de ti. Ainda quero que realize todos os seus desejos. Quero que seja uma pessoa muito feliz. Apesar de tudo, eu quis estar contigo naquele momento ruim que passou.

Eu quis com todas as minhas forças ainda ser sua, poder deitar em seus braços e te fazer bem. Mas logo em seguida, não quis mais.

Acho que prefiro me preocupar de longe. Observar de longe. Torcer de longe.

Apesar de tudo, acredito muito que você vai vencer. E a cada vitória sua, estarei aqui de longe, vibrando com sua felicidade.

gabi

Quando o amor se acaba

Estou há alguns dias sem escrever, é verdade. Mas é que me faltam palavras para descrever a dor que ando sentindo.

É uma dor terrível. Dor que não desejo nem para meu pior inimigo. Apesar de que não tenho inimigos.

O maior problema é que o amor dele se acabou e o meu não. Deve ser isso que dói como se fosse uma faca com chamas de fogo enfiando pela boca e enterrando no coração.

É que quando o amor acaba é assim. Quando o amor só de uma pessoa acaba, é exatamente assim.

É sofrimento, é dor, é choro, é máscara com um sorriso tampando a tristeza no olhar.

Quando alguém lhe pergunta o que houve, você só quer chorar ou se trancar no seu quarto e nunca mais sair.

Quando o amor acaba não há nada que possa ser dito para a dor sumir. Não há abraço que melhore. Não há noitadas que te façam esquecer. Não há bebida no mundo que te faça ser feliz.

Quando o amor de uma pessoa pela outra acaba e a outra pessoa ainda sente o mesmo amor de sempre, é como se o mundo não fizesse sentido algum. Como se a pessoa tivesse mentido o tempo tudo que estavam juntos.

Captura de Tela 2016-03-18 às 23.14.38

Quando esse sentimento tão lindo se acaba, a única coisa que você consegue pensar é nos momentos bons que tiveram. É a questão do “por que”. Por que isso foi acontecer comigo? Por que ele não me ama mais? Por que a vida é tão injusta? Por que existe esse sentimento?

As respostas nunca vêm. Elas simplesmente se escondem e num dia você já não sente tanto a dor, pois a rotina tampou o vazio que você sentia. Os seus amigos e familiares já preencheram a falta que ele fazia.

Você simplesmente engole o sentimento a seco e deixa ele guardado lá para soltar novamente para outra pessoa, que novamente vai fazer você engolir cada fio de amor que sentir.

Mas eu não perco a mania de acreditar no amor e crer que um dia ele ficará solto por causa de uma pessoa para sempre. Sem despedidas, sem mágoas, sem dores.

Quem sabe um dia, né?!

gabi