Carta aberta aos babacas de plantão

Já falei sobre isso em outro momento, mas acho válido repetir. Mulher não é objeto e merece respeito! Ela não é teu pedaço de carne e não pisa, porque seu salto 15 tá sempre afiado pra pisar de volta.  Como funciona? Vou te explicar! Para você e todos os babacas de plantão, coração de mulher não é pano de chão, desses que tu usa pra limpar a sujeira no final da noite.

E sim, te cuida! Porque se tem um ditado que é verdadeiro é aquele que diz, que peixe morre pela boca. Sem meia conversa, a lei do retorno aqui é levada a sério. Não tem essa de que mulher tem que saber seu lugar. Que lugar? Dá licença, porque de fato, diz que lugar de mulher é na cozinha, quem não sabe o que fazer com uma no quarto.

E aqui, não é tua pose de machão, galã da madrugada que vai mudar o papel que ela quer assumir. Menina, moça, gata ou onça, de muitas cores e sabores, mas sempre mulher!

E verdade seja dita, quem observa o plantão dos babacas sabe muito bem, que é sempre aquela história do que melhor lhe convém né?! Só que mais uma vez eu vou te alertar, quem apanha aprende a bater. E realmente, quem brinca demais acaba um dia virando o brinquedo.

Se tu não é capaz de se entregar, e não é homem pra em uma paixão se aventurar, não seja babaca ok?! Mulher não espera nada demais, mas apenas ser tratada como mulher. Eu sei que vai entrar naquela velha discussão, mas ela se posiciona como mulher? Meu amor, ela não precisa dos seus rótulos, das suas pré-condições para ser mulher. De roupa curta, na noite, ou em qualquer lugar, fazendo e acontecendo ela não deixa de ser mulher.

Para, porque ela não se torna um pedaço de carne porque está com as pernas de fora. Para, porque ela não se torna tua, só porque te beijou. Para, porque ela não se torna menos mulher, porque não está no seu padrão ou respondendo a sua condição.

Mas vamos lá, tu gosta de pagar de cachorrão né?! Olha só, o mundo girou e adivinha quem de trouxa pagou? Uh, tenho uma novidade, mulher não é objeto! Veja bem, mulher, e não otária pra cair na conversa de trouxa.

Na realidade tu brincou enquanto ela por ti chorou, tu tocou terror noite a fora. Mas verdade seja dita, hoje ela sabe quem é, e adivinha só? Quem foi pisada hoje tá pisando! Vamos lá, no bonde dos babacas de plantão, todo mundo sabe que no fundo tu queria ela de volta. Mas acontece que o homem que você não foi, outro se dispôs a ser. Já sei o que tá pensando, porque ela tá sozinha então né?!  Pelo mesmo motivo que um dia tentou contigo, ela só quer ser feliz. Só que a diferença, é que hoje descobriu que seu coração é sua própria diretriz. E pasme-se, ali tu não entra mais! A verdade é só uma, mulher quando aprende se amar vagabundo tem que ralar!

Anúncios

O meu muito obrigado a todos os babacas

Olhe pra você, deitado nessa cama de um quarto vazio se sentindo o cara mais foda do mundo por colecionar mais uma mensagem visualizada e não respondida. Você aí, preocupado em ficar colecionando corações partidos, lágrimas derramadas, festas, músculos e fama entre os amigos.

E com ela não foi diferente.

Você veio com esse seu jeito descolado, de um cara na moda, trajando sorrisos e olhares. E ela se entregou para viver mais uma vez a possibilidade de ser feliz. A verdade é que sua falsa felicidade era diferente da dela. Você só queria ligar na manhã seguinte pra um amigo e contar sobre sua noite. De como você enganou alguém, entre um trago no cigarro e uma risada. Na sua vida o que vale é o seu ego inflado, o celular tocando a toda hora e você se exibindo. A felicidade dela é algo raro. Ela deseja cuidar e ser cuidada, ter alguém que se importe, alguém que esteja presente, não alguém que deixe um buraco vazio. Na reciprocidade também mora a felicidade.

Ela não quer entrar nesse jogo. Quem vem ao amor disposto a jogar, não tem nada a ganhar. Você sempre quis ter o jogo nas mãos. Você sempre quis competir. Com seu ego, com seus amigos e com qualquer outra coisa que você tenha chance de ser feliz de verdade. Essa arte de você ir e vir, aparecer e sumir, chegar e partir, ela despreza. É na presença que se sente falta, não na ausência.

Com você ela aprendeu sobre o amor próprio. Aprendeu a se valorizar cada vez mais em uma relação. E não pense que ela não vai se entregar, que ela vai se trancar e se privar de ser feliz. Engano seu. Ela vai ser doar do mesmo jeito que se doou. Ela sabe que recomeçar é preciso. Que ir pra frente é preciso. E isso é graças a pessoas como você.

É graças a você que sabemos que existem pessoas diferentes nesse mundo. Graças a você que eu ainda quero acreditar. Acreditar que homens e mulheres um dia serão transparentes uns com os outros. Que nem o medo de perder, nem os desvios dos caminhos vão fazer a gente viver de mentira. Eu ainda quero acreditar que amar é bom. Existe sempre uma história atrás de um coração e traição não é só com o corpo. Acreditar que quando ela sair pela porta, ninguém vai correr para mandar uma mensagem de saudades para um outro alguém. Acreditar que as pessoas vão parar de colocar o sentimento no bolso. Acreditar que quem somos é tudo o que temos. Que o mundo é de quem sabe amar a verdade, na verdade e de verdade.

E olhe pra você, se achando o cara mais foda do mundo, mas ainda parado no mesmo lugar.

Enquanto você segue regras, ela decidiu seguir a vida.