Foram nove meses para nascer. Cerca de uma década para o sexo oposto começar a ser mais interessante que carrinhos e bonecas. Mais uns anos para o primeiro beijo, mais uns meses para o primeiro amor. Tudo na vida é sobre o tempo e o cretino não para nem para evitar com que façamos a próxima escolha errada. Ah, e pode ter certeza: sempre vai haver uma nova escolha errada. A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente – disse uma vez um certo senhor chamado Einstein. Ilusão, teimosia e persistência poderiam muito bem definir a minha história com ela. Continuar lendo

Anúncios

Ouça enquanto lê: Adeus Você – Los Hermanos (https://www.youtube.com/watch?v=PUs144LMiy4) Seis e meia da tarde. Encarei o relógio assustada, não havia me dado conta do quanto o dia tinha passado e de como fora tão depressa. Seis e meia da tarde, e eu estava sentada no banco frio do carro, ligando o som que me invadiu […]

Fizera bastante frio naquela tarde amena nas estreitas ruas de Paris. Assim como a Alemanha havia dominado a França naqueles dias de guerra, os olhos de Marie dominaram Pierre no primeiro encontro das retinas esverdeadas. Ela – garçonete do Le Café de Flores –  possuía uma pele alva como a neve, tinha o verde da […]

A chuva cai lá fora, aqui em casa me afogo em minhas lágrimas que quebram toda a minha pose de durona. -Eu nunca irei sair da sua vida Valerie! Foram as palavras que frisei antes de tudo se contradizer, de repente um quebra-cabeças com peças iguais, de repente uma saudade que nunca dá trégua, de […]

Não me amolecem o coração esses casais considerados símbolo de perfeição, o tal casal que vive junto há uns 50 anos e jura nunca ter brigado, o par que dá conselhos sobre como ter o relacionamento ideal durante a reportagem de um programa qualquer de domingo, ou a senhora que exibe orgulhosa o anel de […]

“Não posso me apegar, boy”, foi o mantra que recitei, meses antes de encostar minha boca na tua. Você vinha com frases bonitinhas, enchendo de chamego e de esperança um coração que tinha desaprendido a acreditar no amor e nas coisas bonitas da vida. Eu repeti, incontáveis vezes, que eu não poderia me apegar – […]

Conheço muitas dessas histórias dos “quase amores”. São histórias sobre pessoas que amaram muito alguém, mas depois disso teve um mas, um porém, um porquê de não ter dado certo, de ter acabado antes mesmo de começar. Sabe, ninguém vive de quases, o “quase” é uma forma tímida de dizer que não aconteceu. Conheço histórias […]