Não te amo “porque”, te amo “apesar de”

Quando nos conhecemos o meu encantamento foi instantâneo. Me apaixonar por você foi fácil e simples. Cada um dos seus movimentos me enchiam os olhos. Cada palavra que a sua boca proferia inundava meu coração. Cada olhar que você dirigia a mim me atingiam feito bala. Fui discreta e não demonstrei fraqueza, provoquei a conquista para aproveitar cada um dos seus esforços, em vão, você permaneceu me conquistando mesmo depois de ter meu coração todo nas mãos.

Captura de Tela 2016-03-18 às 23.14.38

O tempo permitiu que nos conhecêssemos nos detalhes da rotina e o dia a dia mostrou que nem tudo é tão simples quanto foi me apaixonar por sua barba e sua voz rouca. Não, nem tudo são flores quando você escolhe dividir todos os seus dias com outra pessoa. Existem momentos difíceis e conflitos frequentes. Existe tristeza, frustrações e até carência. Existe minha TPM e seu futebol, minha mania de organização e sua bagunça constante, sua playlist que não combina com a minha e sua cerveja que não conversa com meu vinho branco. Temos opiniões divergentes, convicções distintas e personalidades opostas, mas também estamos submersos no mesmo oceano de paixão. Os relacionamentos são assim, uma eterna luta entre o amor e a dor.

Apesar dos carinhos e do beijo de bom dia, seu mau humor matinal quebra o encanto do início do dia. Adoro o café na cama todo domingo, mas odeio o ronco que precede o despertar. Me surpreender com presentes fora de data sempre faz meu peito acelerar, mas ele para sempre que você não me atende. Fico maluca de amor sempre que você me chama de “minha pequena”, mas também fico louca de ódio quando você deixa a tampa do vaso levantada. Amo nossos banhos compartilhados, mas detesto a toalha molhada que acaba jogada na cama. Venero seu abraço apertado, mas abomino seu esporádico egoísmo. E assim a gente vai levando, amando e implicando, dia sim e outro também.

Te amo! Muito. Por todas as suas qualidades e talentos, mas acima de tudo, te amo apesar dos seus defeitos e manias.

 

PS: Esse texto é resultado de uma longa conversa com minha grande amiga Danielle Deboni. Obrigada, minha amiga! Amo você!

MONIKAJORDAO

Anúncios

Com toda a sua alma

Dizem que o que vem da alma é verdadeiro, “dá liga”, faz durar até depois do fim dos tempos, e dá a capacidade de fazer com que ruínas se reconstruam. Dizem que o que vem da alma, traz um sabor especial à vida, melhor que tempero de vó. Faz a gente olhar o céu com clareza, e observar as estrelas com sonhos novos. Traz o sopro fresco de outono no coração e tira a gente pra dançar num plano desconhecido, sem que a gente nem saia do corpo. Me explique, então, a razão para querer e aceitar um amor raso, feito só de olhares desejosos que logo se cansam da mesma imagem. Ou a razão para querer para si, um amor raso que não entende a profundidade de um simples dar de mãos, bem como a complexidade de olhar nos olhos. E sabe, há muita gente por aí, que se agrade muito mais daquilo que toca só o coração, e apenas por uma semana… Um mês, no máximo. 

  Eu não, meu bem. Eu não quero que me toque o coração. Não apenas ele, mas quero que me enlace a alma, de modo que meu olhar sorria quando falar com Deus ao teu respeito. É Dele, aquilo que não se pode ver, cabe à Ele ditar o meu amanhã… Se o meu olhar sorrir com a primeira letra do teu nome, Deus há de escrever teu nome inteiro junto com o meu. Porque confiar só no destino é muito pouco, uma vez que se chegou na parte onde ele não foi capaz de prever. 

  Não seja comum, não. Dos comuns já me estafei até a última célula de meu corpo. Dos covardes e medrosos já tomei paúra. Dos pré-fabricados já peguei birra. Dos caixeiros viajantes comportamentais dessa vida, já me enojei até não ter mais remédio que faça sarar. São todos comuns, incapazes de tocar a alma e fazê-la vibrar. Eles mal sabem que coisa é essa de alma vibrando. Deixa todos eles pra lá, que pouco importam. Por isso, não seja comum, não. Vem e tira a minha alma pra dançar. 

  Por isso, e para tanto, me ame de toda a sua alma, de modo que os olhos brilhem involuntariamente, e sorriam sem que perceba. Me ame de toda a sua alma, para que conheça a minha alma, e saiba de cor os caminhos para me surpreender. Não os atalhos. Deixa eles pros dias em que realmente houver necessidade. Mas me ama de toda a sua alma, sabendo de toda a profundidade de um simples dar de mãos, e a complexidade de olhar nos olhos. Me ama de toda a sua alma, de forma que, ao observar o céu, eu transcenda em novos sonhos e te leve comigo. Sem promessas de me dar o mundo de presente, nem botar numa estrela nova o meu nome… Só a certeza do laço certo, o que traz paz, põe o destino louco, faz o acaso duvidar de si mesmo, escreve a serenidade, faz Deus sorrir, e põe descanso no coração.  

  Eu não te peço muito, não. Só peço que me ame com toda a sua alma. O resto, a gente vê ao longo do caminho e acerta o que for preciso.

IMG_6876

Alma passarinho

Nunca entendi essa do tempo passar e levar com ele tudo aquilo que nos é importante. Sim, eu sei que ele também traz momentos inesquecíveis e pessoas incríveis, o que eu não entendo é porque logo leva todas essas coisas embora sem nos pedir permissão. E, mesmo sabendo disso, eu não aprendo nunca… Vivo acreditando que tudo dura pra sempre e esquecendo que tudo passa. Problemas passam, momentos passam, pessoas passam… E quando passa olhamos pra trás e percebemos o quanto a vida é breve, o mundo pequeno e o tempo apressado demais. Percebemos o quanto tudo muda e como nossas escolhas refletem em outras tantas escolhas. Aquilo que parecia estar aqui ontem, já não está há muito, muito tempo. Quantas coisas que julgava importante, quantas coisas me tiravam o sono, outras tantas me davam enorme felicidade e, por não perceber a efemeridade da vida, ou por descuido talvez, deixei passar. As vezes por esquecer que tudo passa e lá na frente a gente sente saudade. O “lá na frente” chegou e a saudade vive aqui. E tem sido assim sempre. Todas as vezes que penso e percebo quanto o tempo passa, sinto algo aqui dentro e não sei o que é, não sei dar nome ao que sinto. Aliás, nunca fui boa em nomear e separar sentimentos. Não sei se é nostalgia, medo, tristeza quem sabe, uma certa gratidão ou só saudade mesmo. As vezes, tudo isso junto, vai saber… São os mistérios da vida, os desafios do tempo. Coisas que estavam aqui há pouco tempo não estão mais, pessoas que eram tão presentes foram embora, lugares antes tão familiares hoje tão estranhos, momentos tão frequentes antes e hoje tão raros, sonhos e expectativas vividas que hoje não condizem com a realidade, futuros planejados que fugiram ao script. Todas essas coisas que me são importantes parecem estar bem próximas, mas basta eu tentar alcançá-las pra perceber que não mais existem a não ser aqui dentro de mim. E são tantas coisas, tantos lugares, tantas pessoas que as vezes me pergunto onde cabe tanta coisa. Outras vezes penso que não são elas que cabem em mim, sou eu quem caibo dentro delas. Penso que minha alma dança livre, viajando a lugares onde fui feliz e visitando as pessoas que um dia amei. É, acho que é isso. Nossa alma sabe… Ela sempre sabe. Basta escurecer aqui dentro que ela voa longe feito passarinho, lá onde o tempo não existe, e volta colorindo tudo com uma aquarela chamada saudade. E a gente sorri grande. E entende que só a nossa alma e somente ela, é capaz de enganar o tempo.

IMG_6863

Lebenslangerschicksalsschatz: O tesouro do destino ao longo da vida

Passamos muito tempo resistindo ao desejo subconsciente de encontrar alguém capaz de suprir e completar aquilo que somos e queremos. Isso talvez, porque sentimentos fogem da racionalidade prática, remetem dúvidas, medos, inseguranças.

Bem no fundo, atrás do orgulho, nas noites de insônia, queremos alguém que partilhe do mesmo modo de amar e ser amado. A questão é quando vamos achar esse alguém? Onde? E como saber se é amor, se é de verdade e permanente?

Duas palavras encontradas em How I met your mother mostram a linha tênue entre o certo e o quase: Lebenslangerschicksalsschatz – tesouro do destino ao longo da vida”; Beinaheleidenschaftsgegenstand – aquilo é quase aquilo que você quer, mas não completamente.

Os sortudos amantes e apaixonados dizem que se tivermos que pensar e analisar se já vivenciamos algo parecido antes, de fato não sentimos ainda. O verdadeiro tesouro transforma tua vida em um filme, em uma letra de música. Muda tua realidade, teu jeito de ver e sentir, muda teu sorriso, teu olhar, te tira do chão, te tira da realidade. Você sabe o que sente, mas faltam palavras capazes de dizer o quanto isso te completa. Amar acaba se tornando simples, complicado é definir a imensidão de sentimentos. Talvez sentimentos sejam para serem sentidos, não meramente explicados.

Eventualmente, todos iremos nos deparar com alguém que faça nosso coração pulsar, que supere as diferenças, desperte todos os mínimos sentidos. Quando isso acontecer, não tenha medo, arrisque. O medo corrói aquilo que o amor constrói. Não questione o tempo, não questione a vida, nem a ti mesmo, quando o amor te encontrar você vai saber, você vai sentir com o coração e alma.

Meu jogo é limpo e a minha alma tranquila

Desde nova a vida foi direta comigo. Jogou as cartas na mesa e me mostrou o jogo. Mostrou como as coisas funcionam por aqui. Mostrou para o que eu estava aqui. Assim mesmo, no cru. Sem dó nem piedade. Nem sequer me perguntou se eu teria coragem, ela queria a resposta sem precisar fazer nenhuma pergunta.

Mas eu sou ousada, sou dura na queda e mostrei a força que me habita. A vida me mostrou cedo que as coisas por aqui não são fáceis, mas me avisou também que, pouco a pouco, se eu soubesse entender cada recadinho deixado por ela, eu iria arrancar de mim mesma o meu melhor a cada dia.

E assim foi. À medida que eu derrubava cada barreira no âmbito exterior, automaticamente uma coragem inabalável foi sendo criada dentro de mim. E a mesma vida que me pôs à prova e fez de mim uma guerreira que nada teme, me ensinou também a ser Humana. Assim mesmo, com “H” maiúsculo. Nunca precisei pisar em ninguém para chegar onde quis. Nunca precisei desprezar invejar, inferiorizar quem quer que fosse para me dar bem e sair por cima.

Aprendi a olhar o outro com pudor e a saber que a situação atual de cada um pode mudar do dia para noite. Hoje você está lá em cima, mas nada te garante que amanhã você estará embaixo. Porque ela me mostrou o jogo, mas mostrou as diferentes possibilidades de jogá-lo e eu, na minha infindável força, optei por jogar com amor pela vida, coragem pelo caminho e respeito pelo próximo. Meu jogo é limpo, minha alma é tranquila e ao colocar minha cabeça no travesseiro, meu querido, nada me atormenta. Isso é para poucos, garanto.

IMG_6866-0