Os dias tem sido difíceis, tempestade, chuva e frio, fico o tempo todo a imaginar como mudar, e fico a me indagar: “O que fazer para sair desse lugar?” Chove tanto, alagou, transbordou até mesmo pelos olhos, parece que é o fim, quero sumir… – Me tira daqui! Grito e espero pela sua misericórdia, mas […]

Ignoro os motivos que me trouxeram as voltas com esse diário; ignoro, há muito, os sentimentos que me motivam a relatar as experiências de minha vida ― se bem que já nem sei mais se vivo; acho que apenas existo, como os seres rasos da terra. Ontem, voltando pra casa, passei pelo jardim do seu […]

(Você pode ler este texto ouvindo “Se O Amor Tiver Lugar” ) Hoje acordei com uma vontade absurda de te contar umas coisas meio malucas que têm acontecido aqui, no lado de dentro do meu peito. Sabe, é uma coisa daquelas bem malucas mesmo, que fazem a gente pensar que todo o tempo de vida […]

Não que você já tenha entrado por essa porta, mas, antes que entre eu quero que saia. Se não tem coragem de me surpreender e de deixar de lado toda a sua racionalidade, eu peço que saia e faça como um mágico americano qualquer, que desaparecia com a mesma facilidade com que tomava água. Se […]

Leia ouvindo: Arctic Monkeys – Snap Out Of It (https://www.youtube.com/watch?v=H8tLS_NOWLs) Estou aqui para te alertar que as grandes indústrias das pessoas imaturas acabam de lançar mais um joguinho, onde o prêmio é você. E você que pretende ser ou já é um jogador, vem cá, quero te contar uma coisa que esse jogo não ensina. […]

Boa noite. Estou gravando este áudio só para dizer que sei que você ainda está acordada. Embora não saiba em que está pensando, acredito que sinta o mesmo que eu. Desculpe minha voz de sono, pois mesmo sem dormir, me pego sonhando acordado com possíveis memórias que terei depois das experiências incríveis que teremos juntos. […]

Leia ouvindo: Empire – Of Monsters And Men (https://youtu.be/H2lzxGcbz-g) Já era a última semana de 2016, um ano pesado e recheado de experiências. Essas experiências me tornaram um especialista em colecionar coisas inacabadas e perder o interesse por pessoas que, por mais que eu tentasse me interessar, não eram interessantes. Por inúmeras vezes pensei ter […]