Essa noite eu sonhei contigo, numa época que eu e você éramos bem a gente. Sabe, quando as horas não importavam muito, quando o calendário não era mencionado e que todos os dias eram um eterno sábado? Pois então, foi mais ou menos essa faz  que apareceu no meu sonho e eu aposto que é […]

Eu escrevo e te conto o que eu vi e me mostro de lá pra você. Guarde um sonho bom pra mim. [Rodrigo Amarante]   As horas escorrem pelos meus dedos apressadas em fazer nascer o dia. Estremeço. A cabeça padece cansada, o coração grita no peito e as olheiras roxas pré-indicam o início de […]

Ouça enquanto lê: Adeus Você – Los Hermanos (https://www.youtube.com/watch?v=PUs144LMiy4) Seis e meia da tarde. Encarei o relógio assustada, não havia me dado conta do quanto o dia tinha passado e de como fora tão depressa. Seis e meia da tarde, e eu estava sentada no banco frio do carro, ligando o som que me invadiu […]

“Não posso me apegar, boy”, foi o mantra que recitei, meses antes de encostar minha boca na tua. Você vinha com frases bonitinhas, enchendo de chamego e de esperança um coração que tinha desaprendido a acreditar no amor e nas coisas bonitas da vida. Eu repeti, incontáveis vezes, que eu não poderia me apegar – […]

Eu decidi partir numa manhã ensolarada de domingo. Tinha ensaiado uns discursos tortos para te dizer, mas não havia nada — de fato — para ser dito. Como que se diz adeus à um amor que deveria ser para sempre? Arrumei as malas enquanto você dormia. As coisas estavam todas sob controle. Eu tinha começado […]

Não me surpreendo mais cada manhã que acordo com tua imagem dançando fresca em minha mente, tem sido todo dia assim. Sempre sonho contigo, ainda que sonhe bobo. Vê, por mais que seja bobo, nunca deixa de ser bom, ainda que você fique, por vezes, escondido nas dobrinhas, nas esquinas, nas estrelas. Há um punhado […]

Eu queria ter controle sobre a vida. A minha, sabe? Ultimamente, mal mando em mim, mal mando no coração. Eu sorrio o tempo todo, porque isso é o que sei fazer de melhor – sorrir, quando tudo vira caos. Sorrir quando o peito dói. Entrar na brincadeira fingindo que não machuca… Eu assisto a vida […]