Você poderia me beijar na boca coçando minha nuca, como é seu gosto, e eu retribuiria com um carinho leve do lado esquerdo da sua cintura, só porque sei que você se arrepia toda logo de cara. Você poderia me beijar o pescoço, passando a língua bem devagar e me gerar aquele transe de virar […]

“Eu te amo sem acreditar em mim.” Foi o que repeti depois de despir-me de tua pele, com a porta e janelas do nosso mundo entreabertas, um vento frio que nos varria com uma força que não permitia-me adormecer. Olhei pra ti e exatamente em teus olhos verdes me enxerguei. Eu era você refletida em […]

Da vida não peço muito, apenas assistir a algum filme do Lars Von Trier largado contigo no sofá de casa num domingo à tarde quase noite com meia-dúzia de pãezinhos de queijo um pouco torrados e uma coca-cola com gelo e limão, pouco se lixando que no dia seguinte será segunda-feira e que o trânsito […]

Já imaginou um amor de livraria?   Eu já.   Um amor que se inicia lá pelas sessões de literatura, sob a bênção de Machado de Assis, de Rubem Braga, de Vinícius de Moraes.   Um amor inspirado em toda a atmosfera que só uma livraria pode transmitir. Uma volta ao mundo. Um encontro capaz […]

Quando lembro de você, imagino um filme de nós dois. Penso em você falando comigo ao telefone, nas nossas histórias, nos seu olhar feliz quando eu dizia algo que você achava tão engraçado que chegava a chorar de tanto rir. Lembro também das semanas que ficávamos sem nos falar. Talvez obra do acaso. Talvez culpa […]

Georges Simenon teria pensado no modelo perfeito da versão feminina.   “Betty – Uma mulher sem passado”, película de Claude Chabrol baseada no romance de Simenon, encontrava-se levemente empoeirado num canto daquela também empoeirada locadora. Admito ter ficado intrigado com o sugestivo título, obrigando-me a fazer uma adaptação para uma outra visão, diferente do livro e do filme.  Betty – […]

Passei em frente àquele café e lembrei de você. Olhei para a mesa no canto esquerdo, que naquele dia estava decorada com um vaso de azaleias, lembra? Você rindo da minha cara quando notei que eram flores de plástico, você disse já ter percebido antes de mim e eu duvidei, então ficamos naquela discussãozinha boba e gostosa, que apenas […]