22/04/2018

A Razão

Fosse eu enumerar as razões
Por ter por ti me enamorado,
Diria que és a razão destas orações;
E também o motivo de meu pecado.
Diria que és o mundo que tenho comigo,
Bem como a saudade que deixo pra trás.
Que és meu escudo e meu abrigo
Contra toda a tristeza contumaz.
Que és minha tatuagem, minha cicatriz,
e meu maior tesouro de batalha.
Que és minha noiva e minha meretriz,
Minha vida e meu tecido de mortalha.
Diria ainda que és o que eu sempre quis,
E tudo que jamais fui capaz de imaginar.
Que és deste mundo a mais bela matiz
Capaz de fazer um cego se encantar.
Por seres quem és, em simples fim
Eu resumiria. Pois não cabe mais a mim,
Senão agradecer a imensa honraria
Que é levar a vida em tua companhia.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

CATEGORIA

Douglas Cordare

Tags