Às vezes eu me pego pensando em nós dois; no início de tudo, sabe? Naquela época em que éramos mais amigos que amantes, mas que você já começava a me mostrar que o amor acabaria ganhando mais espaço entre nós.

Quando demos o nosso primeiro beijo, eu até cheguei a pensar que seria só mais uma aventura entre amigos, uma amizade colorida – bem clichê. Mas não. O nosso primeiro beijo não foi um beijo qualquer, e você sabe. Havia mais coisa ali, além de amizade. Parecíamos dois amigos que estavam esperando a hora certa de dar o próximo passo. E nessa vontade de ir além, acabamos tropeçando no amor que outro tinha para oferecer.

Você me ensinou muita coisa. E eu te mostrei que você não sabia muito também. Aprendemos juntos a aceitar os defeitos, a rir das manias bobas que o outro tinha, e a relevar os problemas quando o amor se distanciava de nós. Aprendemos a ser paciente com o que tínhamos a oferecer.

E o que você me ofereceu, eu nunca encontrei em outra pessoa. Não com a mesma forma estabanada que você tinha de se desculpar, não com aquele seu sorriso tímido que sempre me fazia sorrir também, não com aquela dedicação que tínhamos para fazer o outro sorrir todos os dias.

Você me mostrou que o amor existe. E isso foi suficiente para que eu nunca precise cobrar isso de mais ninguém.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Neto Alves

Tags