06/11/2017

Desabafo

Cansei.

De me enganar e esconder tudo o que eu sinto. De fingir que não estou nem aí,mas no fundo me preocupar, até mais do que deveria.

Cansei de ter que estar sempre bem, aparentar ser forte  feliz. Quando no fundo sou tão frágil quanto o vidro, que a qualquer golpe mais forte se despedaça.

Cansei de olhar de longe. De nunca estar presente. De viver me escondendo nas sombras dos meus desejos. De disfarçar as vontades, e ignorar que elas existem, que estão mais presentes do que nunca, que são parte do que sou e eu não preciso esconder isso de ninguém.

Cansei de perder as coisas que gosto. Os lugares. As pessoas, principalmente as pessoas, que deixo partir tão facilmente.

Cansei de ter medo de falar o que eu sinto. De ser taxada. De ser rejeitada. De ser ignorada. Ou até mesmo de ser correspondida.

Cansei de ser várias em uma. De tentar ser. De ser. Cansei de quem fui, e até de quem serei.

Cansei de muitas coisas, mas acima de tudo cansei de tentar mudar, e sempre acabar do mesmo jeito. Sempre.

No final o que resta, são dúvidas e bagunças que chegam ao um ponto em que não se sabe mais qual é a solução, e somente o que resta é o cansaço.

Cansaço do corpo e da alma!

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. Que texto incrível, gosto de ler textos que me tocam desse jeito!!

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Tamara Pinho

Tags