Trago boas novas.
Sim, meus caros. Foi descoberta.
Séculos de tentativa. Milhares de dores de amor depois. Lágrimas dolorosas jogadas pelo ralo.
Encontrei a fórmula definitiva para o amor da vida e, não apenas isso, o fiz com vantagens.
Não precisa esperar por ele. Você escolhe.
Não tem pegadinha. Não cobro pela fórmula. É grátis mesmo. De bandeja. Pronto pra usar.
Você escolhe o amor da sua vida e permanece com ele para todo o sempre.

O que você precisa saber antes de começar:
1. É preciso cuidar dele todos os dias;
2. Se você quer carinho, precisa entregar também;
3. Tenha consciência de que você se relacionará com outra pessoa, com outra história, completamente diferente da sua;
4. O amor não é um mar de rosas. A vida real vai colocar seu sentimento à prova o tempo todo;
5. Um amor da vida exige altruísmo. Muito altruísmo.

Siga esses cinco passos à risca, com disciplina e determinação, e você terá alguém ao seu lado até o fim de seus dias. Ah, lembre-se que a fórmula só funciona quando você encontra quem também acredite nessas etapas. Tentar utilizá-la com alguém que, no fundo, você já sabe que não quer o mesmo, é inútil. Perda de tempo.

No eterno devaneio de complicar o que nem sempre é tão difícil assim, perdemos anos e anos da vida olhando pra frente sem ver nada. Encontrar alguém nem sempre é fácil, mas é preciso saber que quando o encontro acontecer, a magia não virá sem empenho.

Amor é trabalho duro. Amor da vida é trabalho hercúleo.
Amor é a banalidade do dia a dia. Amor da vida é o pequeno detalhe que faz sentido para sempre.
Amor é paciência e compreensão para momentos difíceis. Amor da vida é ver a existência mudar constantemente, mas ter um ponto de referência que não te deixa se perder.

Antes que voltemos ao desespero e à problemática, repito a quem tiver se perdido na leitura:
Não tem pegadinha. Não cobro pela fórmula. É grátis mesmo. De bandeja. Pronto pra usar.
Mas você talvez não acredite nisso.
Talvez por isso, passe os dias a pensar que não merece um amor da vida.
Guiado por esse pensamento, talvez nem tente.
Não tentando, não criará chances.
Por fim, dirá que minha tese é pura charlatanice.
E voltará ao conforto de dizer que o amor não existe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Júnior Ghesla

Tags