Sonhei com você. No meu sonho você carregava aquelas flores que eu amo. Estava trazendo elas para mim, com bombons. No meu sonho, teu riso era frouxo outra vez e teu perfume ainda era aquele que eu sempre amei. Nós caminhamos até um campo bonito, ali eu fiquei a te acariciar os cabelos. Estávamos parados na inércia de um momento só nosso. Ali sem nada fazer e eu explodindo de prazer. É, chegar a ser engraçado isso. Eu que nunca consegui ficar parada, estava completamente apaixonada no lance de ficar ali imóvel. Eu poderia ficar ali o dia todo, olhando o céu, contando carneirinhos ou olhando bobagens na internet ao seu lado. Parece que todos os detalhes ficaram pequenos e a única grandiosidade era a existência desse “nós”. De repente o fato de existir “nós”, se tornou exclusividade na minha vida.

Eu que sempre caminhei só. Eu que sempre fui somente “eu”, de repente me tornei parte de um “nós”. Confesso que embaixo do chuveiro a água escorria gelada e eu ouvindo aquela minha preferida do Bon Jovi, no meu radinho velho sempre dependurado na janela, fiquei me interrogando. A minha cabeça e meu coração estavam em completa contradição. Um, não batia com o outro. Eles queriam encontrar equilíbrio. Um brigava pela razão e o outro desesperadamente intercedia pela emoção. A emoção de sonhos, de momentos, de lances únicos e inabaláveis. Já o outro, procurava a certeza de uma razão descabida. Pé no chão e nada além. Mas enfim, eu terminei meu banho sem resposta alguma. Não tenho por onde escoar tanta emoção, se não em tuas mãos, naquele amor gostoso que só a gente faz. Não tenho, não tenho onde mais colocar razão, se não em meu coração. Teimoso, eu sei! Mas ele vai ter que entender, que apesar de amar você eu não vou tirar os pés do chão.

Enfim, eu sonhei. E meu sonho só acabou quando precisei levantar, o ônibus já ia na minha estação parar. O motorista muito meu amigo, parou sem nem mesmo eu sinal fazer. Ele só me tocou, e então com os olhos arregalados e perdidos em você, acordei. Levantei e segui, com a certeza de que mais uma vez, eu simplesmente sonhei…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thamires Benetório

Tags