26/06/2017

Me perdoa?

Hoje eu tô aqui pra pedir perdão. Me perdoa por ter prendido você nessa história. Me perdoa por ter te deixado aqui quando devia ter te expulsado. Me perdoa, eu não tive coragem de te expulsar. Não tive coragem de jogar na sua cara, que a tua indecisão, era de fato a tua decisão. Aquela teoria de que pra quem não sabe o que quer, qualquer talvez serve, é a maior verdade. Porque no fundo, a indecisão é só aquele medo achando que você deveria querer outra coisa. Se tem indecisão, é porque sabe-se muito bem o que quer, só não tem coragem. Tudo bem, a vida é assim e é normal não termos coragem para tudo. Mas olha, me perdoa tá?! Me perdoa, porque eu disse te amo, quando devia dizer adeus. Eu não te pedi pra ficar, nunca achei justo isso e nem digno. Mas acontece que eu nunca fugi da verdade, só dessa vez. Dessa vez eu errei meu amor, eu te mantive aqui quando devia ter mandado partir.

E hoje, reconhecendo meu erro eu te peço vá. Vai embora, a porta tá aberta. E o que eu faço com isso tudo aqui dentro de mim? Serão memórias, lindas memórias. Eu tenho boas lembranças tá bom?! E tem um detalhe a mais, eu vou te esperar, até onde houver curva para o amor. Até lá, boa sorte!

PS: Desistir também é um ato de coragem, aliás de brava coragem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thamires Benetório

Tags