“Não posso me apegar, boy”, foi o mantra que recitei, meses antes de encostar minha boca na tua. Você vinha com frases bonitinhas, enchendo de chamego e de esperança um coração que tinha desaprendido a acreditar no amor e nas coisas bonitas da vida. Eu repeti, incontáveis vezes, que eu não poderia me apegar – porque eu não queria. Eu sempre soube que, assim que viesse o apego, as coisas estariam fadadas à agonia: um querer por perto, todo dia.

Dito e feito.

Sem nem mesmo perceber eu já estava projetando um futuro com você. Primeiro erro. Não se pode projetar o futuro com alguém que a gente nem sabe se vai estar aqui pra sempre. Provavelmente não. Mas eu só pensava em sentir esse turbilhão de emoções pelo resto dos dias. Com você não tinha céu nublado ou tempestade. Eu era sempre sol nascente.

Percebi que estava perdida quando me peguei desenhando corações no espelho embaçado. Erro número dois. Quando tudo sai do controle a gente volta a ser criança e fantasia o príncipe no cavalo branco, mas depois descobre que era tudo de mentirinha.

Minhas certezas desmoronaram quando senti as entranhas se contorcerem de ciúmes. Ver outros olhos grudarem em você me fez desejar o inferno. Não era possessividade, era medo. Eu temi perder você para qualquer um daqueles cílios piscantes.

Eu não precisava de novos sinais. Apegada estava. Eu falhei, mais uma vez, na tentativa de me convencer que sou mais forte que meus sentimentos, que sou mais forte que nosso destino mal traçado. Eu repeti o mantra como um disco arranhado, mas mal sabia que já estava mais que apegada. Era tarde demais, sabe?

Quando encostei a boca na tua, quando nossa história virou bagunça, eu já estava mais que apegada – nos olhinhos brilhavam o semblante de uma garota mais que apaixonada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Mafê Probst, Monika Jordão

Tags

, , , , , ,