Sair da zona de conforto e olhar para dentro foi um dos desafios mais difíceis e ao mesmo tempo mais gratificantes que tive de enfrentar para me conhecer melhor. Eu que sempre pareci ser tão cheia de certezas, mesmo tendo consciência da minha lua em libra – segundo uma amiga, eu deveria mesmo ter me tocado bem antes -, me vi dona das dúvidas, do talvez.

Talvez eu esteja afim de mudar meus caminhos profissionais, talvez eu queira me jogar de ponta nas possibilidades de um relacionamento, talvez eu esteja precisando de alguns meses sem me envolver com ninguém, talvez eu precise desapegar de vez e dar um fim nos textos que escrevi para ex, talvez eu faça as primeiras tatuagens num dia só, talvez eu precise viajar o quanto antes sem ter data marcada para o retorno, talvez eu precise alterar a posição do quarto, mudar a decoração, inovar. Talvez muitas coisas, talvez tudo.

Me conheci e reconheci em vários aspectos. Não que às vezes eu não surte por não decidir entre uma opção e outra sem sequer pensar sobre. Demorar a decidir nunca foi uma característica minha, mas tudo por pressa. Pressa de quê se no fim só acontece o que tem força suficiente para se tornar concreto? Me permiti aceitar meu próprio tempo de tomar decisões e só então descobri todos os talvez que em mim habitavam. É, o espelho interior estava a me mostrar alguma parte minha que eu realmente não tinha paciência para ouvir o que tinha a dizer. Mas só talvez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thais Oliveira

Tags