Acordei, olhei para o lado e tu já não estavas lá. Liguei no teu celular e não me atendestes. Mandei mensagem, disse que era urgente, mas também não foste capaz de me dar uma só resposta. Corri no teu trabalho e falei com a secretária, mas ela não tinha te visto naquela manhã e quando tentou falar contigo, também só deu caixa postal. Fui para casa e um recado na porta da geladeira fez meu coração parar na garganta pela décima vez no dia. Na mais linda caligrafia estava escrito: ‘’Não vou conseguir chegar a tempo do jantar, uma reunião de última hora me trancou no escritório e não precisa me esperar acordada. Descansa e durma bem. Te amo.’’.

Me ama? Me ama e não pode estar um dia da semana em casa comigo? Me ama e não é capaz de sentar a mesa e conversar sem ir para o banheiro escondido olhar o celular. Me ama é e não é capaz de me amar das maneiras mais simples, apenas estando ao meu lado e deixando que eu faça parte da tua vida assim como fazes da minha. E é isso que acaba comigo, saber que na verdade eu estou aqui por estar, porque tu queres que eu fique exatamente aqui, e não aí, contigo. Me ama. Me ama e não sabe o que significa a palavra amor. Me ama e faz de descaso de quem realmente um dia te amou.

Mas para falar bem a verdade, eu mereci tudo isso. Sempre achei normal, sabe? Ele é homem, não sabe demonstrar sentimentos e o seu trabalho lhe ocupa muito tempo. E as festas do serviço que aconteciam com uma frequência demasiada?  Tudo bem, eu não posso ir porque vão falar apenas de negócios e eu me sentiria perdida por não entender absolutamente nada desse mundo. As flores que eu recebia depois de cada noite que ele passava fora de casa? Ah, é apenas a melhor forma que meu carinhoso marido achou de suprir a sua ausência que para ele, doeu tanto quanto para mim.

Eu sempre amei sozinha. Amei por dois, fiz planos por nós e chorei (também sozinha) sempre que tu me dizias que por algum motivo, não íamos poder. Programei viagens, vi tudo que tu mais gostavas e preparei jantares dignos dos melhores restaurantes da cidade, até tu me dizeres que não tirarias férias, para que eu chamasse alguma amiga para sair ou até mesmo, que não voltaria para casa essa noite… De novo…

E não precisas me julgar. Eu aguentava tudo calada porque por um bom tempo, acreditei nas milhares de desculpas tu me davas. Muitas vezes me achei um lixo e me martirizei por duvidar de ti e não ser uma boa esposa. Por muito tempo a tua cara de cansaço ao chegar em casa me conquistou, até eu cair em mim e perceber que na verdade todo esse tempo que passamos ‘’juntos’’, não passou de um status para a tua vaidade, de algo que fazia tu te sentir bem, pois na tua cabeça, não ter a quem enganar é não ter prestígio no grupo de amigos.

Mas eu mudei e hoje foi a gota d’água que faltava para eu jogar tudo pro alto e finalmente ver aquilo que estava na frente dos meus olhos e que por medo do futuro, me negava a enxergar. Hoje ao ter meu coração partido pela milésima vez, me tornei alguém melhor, cansei de amar por ti e fazer o papel de dois. Vou juntar minhas energias e viver como nunca vivi. E se for pra amar sozinha de novo, que seja morrendo de amor por mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Nathaly Bonato

Tags

, , ,