02/06/2017

Meu projeto

Imaginei diversas possibilidades. Tentei achar um bom motivo ou um problema teu que te fizesse querer estar aqui. Pensei que pudesse ser ruim nos cálculos, mas já me provou o contrário. Pensei que pudesse ser péssima no português, mas tudo que escreve pra mim soa tão perfeito.
Pensei que fosse me frustrar, mas só me fez rir mais do que em qualquer show de rock que eu tenha ido para ouvir uma guitarra desafinada. Pensei que eu pudesse ser uma plena decepção pra ti, mas te ouvi dizer que era muito bom estar ao meu lado. Te ouvi dizer que gostou dos contratempos que parecem ter acontecido no tempo certo.
Tu pode ser indecisa e péssima em argumentos. Mesmo com teu medo sincero e imprevisível de não me fazer bem, conseguiu me deixar com um sorriso no rosto enquanto esteve ao meu lado. E deixou alguns pingos de saudade quando foi embora.
Não importa quantas desculpas tu tente dar para me contrariar na roupa, nas piadas e até na forma que eu misturo a maionese e o catchup enquanto como frango com batata-frita. No final, sempre vou ter uma resposta que termine com as tuas perguntas.
E eu que pensei que ia conseguir esperar pra pensar em cada metro quadrado da minha casa só quando fosse bem velhinho. Pensei que ia morar em apartamento apertado até os 47. Pensei que não ia ter um cachorro pulando na minha barriga, nem uma arquiteta para desenvolver os meus projetos, ou uma urbanista que ajudasse a planejar os meus caminhos.
E se eu te pedir pra fazer a minha casa, posso te pagar com sorvete, fritas e um suco de pêssego? Se tua resposta for “não”, minha contraproposta é muitas risadas e bastante felicidade. Se faltar mais alguma coisa, sim, eu aceito conversar melhor sobre isso, desde que seja em um lugar que não feche às 11 da noite na sexta-feira.
Então, podemos terminar juntos mais um dos nossos poucos projetos. E, ao invés da minha, podemos passar a noite inteira pensando na nossa. Não só na casa que eu quero que seja minha e tua, mas também pensar nas próximas noites, dias, meses e histórias que podemos viver juntos.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Deivid Rafael

Tags

, ,