Você me deixou jogada e nem ousou em voltar para trás para observar o estrago danado que fez, não se importou se estava quebrando o meu coração e tão pouco me deixando sem que eu pudesse absorver tudo que estava prestes a acontecer – simplesmente não se importou e partiu.

Passei algum tempo buscando explicações, logicas ou qualquer coisa que justificasse, fiquei tempo demais escondendo os machucados e os arranhões para não ter que dar explicações a ninguém, quando me questionavam sobre você, as únicas palavras que saiam da minha boca é “Ele partiu”, não era necessário nada além disso, somente isso bastava e causava um grande impacto.

Minhas amigas me xingavam e alegavam que eu deveria te expor, fazer textão e postar no facebook, desfilar na sua rua com um cara mais gato que você e te mostrar o que realmente você percebeu, eu sorria e observava as ideias mirabolantes delas, como se isso fosse capaz de cicatrizar os benditos arrombos que você deixou no meu peito.

Juro que tentei te odiar e confesso que até poderia, porém eu não quis me humilhar, fazer exposição e muito menos gritar para o mundo o quanto você fudeu com meu psicológico, preferi viver aquilo ali guardado dentro de mim e chorando nas minhas noites em claro.

Você é um perfeito idiota e eu deveria ter notado isso na primeira vez que te vi, porém não notei, não me dei conta em todos os alertas que pareciam que piscavam em cima da sua cabeça, fui me abrindo para você aos poucos, abri minha boca, meus botões, minhas pernas, minha casa, minha vida e meu coração, quando eu me dei conta já era tarde, estava completamente arreganhada para você – porém não me arrependo, me abri porque precisava viver aquele momento.

Partiu sem que eu pudesse entender e nem tivesse tempo para questionar, eu fiquei ali largada, chorei por longos dias seguidos, porém sobrevivi, como sempre sobrevivia as nossas discussões, mas dessa vez foi diferente, no outro dia você não veio e nem no resto da semana e foi assim que eu entendi que o meu “amor “partiu, sem que eu pudesse dizer nada, fui obrigada a conviver com sua ausência e a curar o coração machucado.

O amor partiu e eu nem tive tempo de pedir que ele permanecesse, ele partiu pois com certeza não entendeu que ali existia amor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Andressa Leal

Tags

, , , ,