Desinteressa gente que não sabe o quer, tá sabendo? Pois é! Eu não separei um cantinho pra você, eu arrumei o café, cama, cobertor e amor.  Mas acontece que há uma grande diferença, entre passar e ficar. Quem passa, não espera pelo café e nem pelo raiar do sol. Quem passa nem vai se preocupar com essa história de amar. Mas quem fica, levanta depois do sol nascer, espera o café da manhã e fala olhando nos olhos.

Quem vem de passagem, nem traz bagagem. Mas quem vem pra ficar, não deixa só o cheiro do perfume, deixa aquele; “te ligo mais tarde”.

Ô meu amor, se você tivesse em Mártir, eu daria um jeito de te encontrar. Eu nem vou te pedir pra ficar, porque isso não se faz.  Mas olha, no meu quarto eu pendurei balões e neles tinham meus sonhos e em cada um, uma observação; “A serviço da lei, eis ai o ladrão do meu coração”. E agora? Te denuncio pra quem?  Vamos ser sinceros, já tem um tempinho que meu cantinho é só teu, mas hoje ele tá vazio e vai seguir assim, não sei até onde.

Acontece que eu posso nesse mar chamado amor velejar, eu posso, eu sinceramente posso. Em uma jangada ou em um barco de papel, a nossa história já é um lindo Cordel. E eu fiz sim, tudo que podia pra te trazer pra mim.  Te amo tanto e seria capaz de em qualquer canto ir te encontrar, acontece que há segredos nessa história de amar. Não é se trata de ser o encaixe perfeito, mas ter  todo jeito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thamires Benetório

Tags

, ,