Te amo. Tanto, que nem preciso dizer. Basta te olhar. Chega a ser clichê comparar o que sinto com as coisas boas dessa vida. É que a vida fica boa quando lembro que tenho você ao lado na caminhada. Acordar de manhã ao seu lado, mesmo nublado, é o melhor frio que já pude sentir. Dormir de conchinha. Ouvir uma música dividindo o fone de ouvido.

Que gororoba deliciosa aquela que fizemos, naquele dia, juntos.
Um tal de olhar receita e abraços com beijo, que só teve amor naquele tempero.

Dirigir ao seu lado, sentindo as tuas mãos acariciando a minha nuca. Com aquela conversa boba e leve, que não me deixa ter sono, de tão bom que é ouvir a sua voz tendo a nossa trilha sonora servindo de fundo musical. Qualquer estrada vale a pena.

Ontem, não tinha ninguém. E, quando olho para trás, me vejo também feliz. Uma felicidade diferente dessa que vivemos agora. Lá, também estou sorrindo, dançando, cantando. Vejo o momento exato da sua chegada e percebo você ficando e tomando conta de tudo em mim.

Do coração que é só seu. Te entreguei, mesmo. Te amo, você sabe.

E a tranquilidade chega para me dizer que a felicidade é minha, desde o dia em que decidir pegá-la pra mim.

Ninguém tira, sabe?

Então, só queria que soubesse disso.
Que eu te amo.
Meu coração é seu.

Mas, ser feliz sou eu.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Edgard Abbehusen

Tags

,