Temo as lembranças e faço de tudo para ignorar qualquer resquício seu que tenha ficado em minha vida. As suas roupas que continuam aqui em casa, eu sempre jogo em algum canto escondido não querendo mais vê-las, mas ao mesmo tempo morrendo de medo que venhas buscá-las. Já joguei fora os teus perfumes e confesso que um ou dois livros eu aproveitei para a minha coleção. O vinho que deixaste joguei a metade na pia do banheiro, pois o resto bebi de uma vez só ao chorar vendo as tuas fotos.

Juro que tentei, sabe? Mudei meus hábitos e horários. Larguei meu serviço e procurei outro que não me lembrasse de você. Comprei acessórios e mudei as cores das paredes, mas parece que nada consegue te apagar do ambiente, ou pior ainda, de mim…

Fizeste morada em meu peito antes mesmo de decidir ficar. Prometeu amor eterno sem nem saber o real significado da palavra amar. Trouxe-me esperanças de uma vida sem fim já planejando acabar com todos os planos que eu tinha planejado para nós dois, foi embora sem nem explicar o motivo de ter desistido de um futuro só nosso.

E não tem o que eu possa fazer para mudar essa realidade. Já saí e fiz coisas que nunca me imaginei fazendo antes. Enlouqueci em dezenas de baladas tentando tirar o doce do seu beijo da minha boca com o amargo do álcool, mas nada adiantou. Foste mais forte que o whisky sem gelo, mais intenso que a tequila com limão e com certeza mais marcante que todos os outros caras que tentei por no teu lugar. Simplesmente não dá para seguir sem pensar nas noites que passamos juntos. Não consigo sentir outra pessoa me tocando e não lembrar-me da suavidade dos seus dedos sobre cada centímetro do meu corpo, sem desejar o teu calor se fundindo com o meu frio exagerado e se tornando uma única sensação que é a melhor que já senti até hoje. Nenhum outro beijo chegou a magia do teu, nenhum outro abraço me protegeu com tamanha força e nenhum outro coração fez do meu seu fiel escravo.

E não sei até quando será assim. Espero que essa rotina incessante de ignorar meus sentimentos durante o dia e me afundar na noite acabe logo, pois em uma dessas nos esbarramos e eu preciso estar sóbria, apenas para te olhar morrendo de amor e deixar o mesmo transparecer em meus olhos. Não quero joguinhos para ver quem se importa menos, quando o encontro acontecer, quero que saibas sem nenhuma dúvida que para sempre e acima de tudo, eu vou amar você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Nathaly Bonato

Tags