Olha, eu sei que está doendo. Sei que a vontade de seguir em frente, nesse exato momento, esvaiu-se completamente. Sei que os olhos que antes brilhavam de sonhos e vontade, agora encontram-se embaçados pelas lagrimas que teimam em não cessar. Dia e noite, não importa o momento, a dor grita. O peito aperta. O corpo pede cama. Os pensamentos se embaralham e você não consegue mais saber para onde ir, o que fazer com tudo isso que acontece dentro de ti e, muito menos, se vai passar.

Eu sei…Eu sei o quanto tudo isso está sendo difícil. Sei do quanto você queria voltar no tempo e fazer algo diferente, achando que, de alguma forma, evitaria todo esse sofrimento que te assola. Sei que na sua cabeça, nesse momento, realidades paralelas teimam em se fazer presentes, te fazendo acreditar que se tivesse feito de tal forma, tudo isso seria diferente. E eu queria poder tirar tudo isso que te maltrata. Queria poder arrancar cada dor e ter em mãos o remédio para que tudo isso cicatrize em segundos. Eu queria muito.

Mas, por favor, presta atenção no que escrevo. Vou usar aquele clichê que você já deve ter ouvido muito na vida, principalmente nos últimos dias, mas não se chateie comigo. É que o famoso “vai passar” não pode ser esquecido por você nesse momento. Isso vai doer, estraçalhar, nocautear você, mas vai passar. Porque não há ferida nessa vida que não cicatrize, por mais marcas que deixem. Por mais que demore e que você insista em não acreditar, feridas se fecham, sim! Mas você também precisa se ajudar. Sei que não é momento para te pedir muita coisa. Mas eu só te peço isso, que você queira sair dessa e que deixe qualquer ajuda bem intencionada se aproximar de ti. Não precisa fingir que está bem, não queira tapar o sol com a peneira. Sinta a dor e deixe a lágrima cair, não há mal nenhum nisso.

Mas não desista. Porque a vida não desistiu de você. Deixe que a tristeza fique por um tempo, mas, aos poucos, vá se entendendo com essa danada e fazendo-a entender que ela não pode ficar por tanto tempo. Comece a perceber que, embora você não tenha controle cem por cento do que sente, em algum momento você é capaz de controlar o que pode ser feito com tudo isso. E é aí que as coisas começam a se ajeitar. Ficar na fossa faz parte, perder a vontade e o ânimo durante um tempo é normal. Mas isso não pode perdurar. Externe o que sente, não guarde para você. Converse com Deus, Ele te ouve. Escreva, cante, dance. Peça a presença dos seus amigos. E aos poucos vá se permitindo… Comece a fazer aquela dieta que há tanto tempo está sendo adiada. Vá para aquele show que tanto desejava e que finalmente vai acontecer em sua cidade. Vá, aos poucos, mas vá.

Entregue nas mãos da vida quem te magoou. Quem te feriu. Lave sua alma e tire todos os rancores, dessa forma você irá conseguir sentir-se mais leve. Não é fácil, mas não é impossível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Ana Luiza Santana

Tags

, , , , , ,