Eu sou aquele teu desejo da madrugada. Sou o motivo daquela insônia também. Faço todas as coisas que eu quero, porque foi longa a caminhada para chegar até aqui. Vou e volto a hora que eu bem entendo. Subo, desço, rebolo, faço graça e pinto sete mesmo! Faço o reboliço quando eu quero e quando não, mantenho meu direto de ser bela recatada e do lar.  Mas veja bem, não se empolgue muito porque se me encher o saco, eu mando tomar no …

Ai você vem com aquele discurso pronto, moralmente correto de coxinha e companhia. Ah, por favor né?! Vamos acordar? Veja bem, eu sou exatamente aquele pensamento que te deixa perturbado. Sim, aquele perfil que você diz; “eu não aceito na minha casa”, mas é tudo que você queria do seu lado, na sua cama então, nem se fala. Você me olha, e fala das minhas roupas, como se o motivo delas serem curtas te dessem qualquer direito sobre mim. Fala do meu trabalho, como se ele valesse menos que o seu e esquece que eu sou aquela pedrinha no seu sapato, quando procuram por alguém além de competente, simpático.

Agora deu até pra falar do meu linguajar, fala do meu palavreado e diz que eu tenho boca suja. Pois é, suja, mas você bem que queria se sujar né?! Você reclama por eu ter levantado a minha voz, por ter ido longe, ter me metido no planalto e coisa e tal. Mas você diz isso, porque esquece que na arte de comandar ou manipular a porra toda, eu tô na sua frente desde que Adão se entendeu por gente.

Você usa até jogo sujo para se sobressair. Diz por ai que eu sou louca, diz que eu faço coisas absurdas por você. Mas esquece que eu não sou tuas negas, eu não sou teu joguinho de Playstation, que você comanda do jeito que quer. É assim, de uma maneira bem sórdida, faz geral acreditar que eu sou realmente uma maluca, mas esquece de espalhar o quão moleque ou ridículo chega a ser né?!

Andou até querendo falar do meu corpo. Achou que podia monitorar minhas curvas, achou que podia dar palpite. O que você gosta ou não, nem me interessa. Quis fazer graça comigo, mas esqueceu que o roteiro do teu crico eu já conheço. Quis me dizer para mudar, logo eu, apaixonada com o que encontro todas as manhãs em frente ao espelho.

Vamos lá, eu já disse que se ficar me enchendo o saco eu mando tomar no …Mas na boa, tu pode ser empresário, autoridade, doutor ou seja lá o que for, vou mandar tu se f … porque eu sou dessas! Eu sou aquela máxima que você detesta e ama ao mesmo tempo. Eu sou teu anjo e teu demônio, tua salvação de mãos dadas com sua perdição.

Tem horas que eu grito, tem horas que eu choro. Tem dias que eu sinto fome pelo mundo inteiro e tem dias que eu não quero comer. Alguns dias eu sinto vontade de voar e tem dias que eu só quero abraçada com o travesseiro ficar.  E você, com seu pensamento moralmente correto, vem com sua carteira recheada e acha que tuas bebidas caras e tua vidinha de luxo me para. Meu amor, esquece! Vai, desacostuma. Aqui tu não paga uma bebida e ganha o que quer. Seja lá o que você for, saiba que eu sou aquele carro da formula 01, que você tenta a todo custo alcançar.

Eu faço parte do povo que contribui nessa nação e à vera.  Eu sou o salto 15 na noite, com olhos marcantes, curvas inconfundíveis e o melhor de tudo, sem depender de você. Eu sou o ponto “x” de várias questões e pasme-se, também sou a resposta de várias outras. Sou curvas e sorrisos estonteantes, juntamente com ideias mirabolantes. Sou bunda, mas também sou cabeça pensante. Sou do bar e nem por isso deixei de ser do lar. Sou teus medos, teus desejos e vai por mim, nem ouro e nem prata te faz mais feliz. Eu sou mulher, aliás, uma puta mulher!

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. “Uma puta mulher”

    Parabéns Thamires!

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thamires Benetório

Tags