É, eu sei que sou o excesso de tudo. Excesso de palavras, de sentimentos, de pensamentos, de sonhos, de desejos, de esperanças. Sou o excesso… O excesso como o drama mexicano, a música sofrida, a morte do cisne. O excesso de amor, de rancor, de ciúmes e de carinho. Excesso de ironia, de verdades, de sabores e cores. Excesso do medo e da coragem, bem assim: 8 ou 80. Excesso de tudo e nada. Mas o excesso é a sobra. Transborda, vaza pra fora do pote e tem que ser jogado fora.

“Tudo em excesso faz mal.” Não é essa a frase tão conhecida?! E eu, que já dizia que menos é mais, começo a ver ainda mais verdade nisso tudo.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Não quero mais excessos, eu quero menos. Menos dores, menos peso, menos obrigações, menos promessas. Menos reclamações, menos choro, menos culpa e muito menos desculpas. Menos horários fixos, menos expectativas, menos pressão.

Menos “se”, ” talvez”, “depois”. Menos saudade, menos distância, menos solidão. Menos, sabe?! Bem menos. Quase nada… Só o necessário. Cansei dessa bagagem excessiva, cansei de carregar mais do que posso. Cansei de ser demais.

Quero abrir essa mochila de excessos e esvaziá-la. Quero só a roupa do corpo. Quero cortar o cabelo. Quero o pé no chão, a brisa no rosto e nenhum pensamento em vão. Quero menos, porque essa vida já é demais pra mim. Só quero o que caiba espontaneamente no meu coração.

Yulle

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Yulle Marques

Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,