Sei que pode parecer egoísmo, mas desejar algo de bom para mim não vai tirar minha capacidade de pensar em você. Sei também que enquanto estivemos separados desisti de nós como o medo abandona a coragem. Mas estamos aqui novamente, não é? Diferente de antes, mas estamos.

Não preciso ser clássica ou rebuscada para expor que te amo. Eu te amo! E o sinto por gostar de mim também, entende? Porque aprendi a me desejar sorte antes de querer que você também arrisque, a ter fé antes de te dizer que precisava acreditar no que fazia, andar com meus próprios pés antes de caminhar ao teu lado, a amar cada pedacinho meu antes de reparar bem no que amava em você.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Lembro bem do quanto foi difícil criar uma escala de sentimentos para tudo, do quanto demorou para que eu jogasse fora aquilo que não me acrescentava e a –também- não ter agendada em minha cabeça a necessidade “escravista” de agradar os outros (inclusive você). Como eu decepcionei, não?! Como derrapei nas suas expectativas e como foi bom sentir isso! Você nem faz ideia de como me sinto livre em dizer “eu te amo” sem que nada aqui esteja vazio ou inseguro… É incrível saber que, caso vá embora, não levará metade de mim e qualquer sofrimento correspondente à sua ausência não será eternizado e  que cessará com o tempo.

Ah, garoto! Como eu me amo. Como eu te amo também.

E não vem deduzir que isso é um discurso cliché de quem não assumiu as próprias fraquezas ou que copiei e colei a autoestima de um livro de autoajuda. Eu só cresci aprendendo a respeitar minhas cicatrizes, a ser uma mulher aberta a sentimentos que não fossem autopiedade ou medo de magoar todo mundo. Acontece. O amor acontece! Uma hora ou outra a gente olha no espelho e se apaixona. Ri dos defeitos, procura melhorar aqui ou ali, se dedica, se quer.

É claro e previsível que a maturidade emocional assusta e há um receio de usar o próprio ego para ajudar a manter-se bem. Mas, dentro de meus limites, dá certo! Mesmo que dê errado as vezes, dá certo, porque era pra ser. Não é algo que dê para fugir ou ocultar.

É isso, meu garoto. Antes de me apaixonar por você, me apaixonei por mim e não vivo sem esse amor.

das-dores-monteiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Das Dores Monteiro

Tags

, , , , , , ,