Leia ouvindo: Arctic Monkeys – Snap Out Of It (https://www.youtube.com/watch?v=H8tLS_NOWLs)

Estou aqui para te alertar que as grandes indústrias das pessoas imaturas acabam de lançar mais um joguinho, onde o prêmio é você.

E você que pretende ser ou já é um jogador, vem cá, quero te contar uma coisa que esse jogo não ensina.

Sabe aquela pessoa incrível que você silenciou as conversas do WhatsApp e faz -com um imenso prazer-  questão de responde-la apenas horas ou dias depois, sabe? Aquela pessoa que se esforça por você, mesmo tendo uma maturidade infinitamente maior a sua? Pois bem… ela não vai te esperar para sempre e desistirá da sua indecisão… e de você.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Sinceramente não consigo entender a lógica desse jogo. Para começar, se fosse de fato –ou houvesse a intenção de- um relacionamento saudável, ninguém estaria fazendo esse tipo de chantagem barata e jogo sujo.

É interessante vocês, que fazem joguinhos, saberem que demonstrar desinteresse não é interessante.  É natural que a gente se interesse pelo que não é fácil, isso já vem daquela ideia enraizada em nossas mentes de que “o que vem fácil, vai fácil” e isso também é válido no mundo da conquista. Mas acredito que isso só é válido de fato quando é verdadeiro e acontece de forma natural. Quando o charme aliado ao flerte não é forçado e faz despertar o gostar, não a repulsa.

Por que dificultamos tanto o amor? O que é para ser leve vira uma disputa de ego onde ninguém quer perder. Disputa qual ganha mais quem demonstra menos.

Falando em ganhar, esses jogadores ficam viciados na conquista e fazem de tudo –o que ao meu ver, é fazer de menos- até conquistar o objeto de desejo. Não demora muito e o tempo passa. E o interesse some. Até o Super Mário World perde a graça depois de alguns dias de jogo.

Se não caiu a ficha, serei mais claro: deixa de ser covarde e pare com a besteira de se fazer de ausente para quem está disponível para você em qualquer hora do dia.

Não seja um jardineiro que sai por aí espalhando sementes de um sentimento que você não pode cultivar. Um sentimento que antes de enraizar morre, por falta de um adubo chamado sinceridade.

felipe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Uncategorized