O “eu” para de ser apenas “eu”, e passa a se tornar “nós”. Amor é uma troca de sentimentos como em um jogo de frescobol. Ninguém quer deixar a bola-do-amor cair. Amor é saber que a pequena fez as unhas e lavar a louça do dia anterior. Amor é fazer cafuné enquanto os dois assistem a um filme juntos. Amor é reciprocidade. Saber que quem dá, uma hora também quer receber. Um pouquinho dali, um cadinho daqui e nos tornamos bastantes de nós.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Amor é se importar com os pequenos detalhes, é saber que as coisas mais simples são as melhores coisas dentro de um relacionamento. Amor é ter a coragem de gritar eu te amo em meio à praça da cidade, porque amar é idiota, também. Amar é um misto de imaturidade entre dois amantes. Amor é sentir um calafrio no corpo todo só de ver a pessoa amada se aproximar aos poucos.

Amor é saber escutar o que o outro tem a dizer e falar o que o outro quer escutar, também. Feliz de quem o amor faz descoberta. Só quem ama vai entender o porquê. E caso ainda não sentiu nada no peito esquerdo, é porque o amor anda escrevendo o resto da tua história por esquinas desconhecidas. O amor não tem pressa, a gente é que anda meio apressado mesmo. Amor não é questão de tempo, justamente o oposto, amor nem ver o tempo passar.

Amor é imaturo, besta, bobo, idiota, feliz e totalmente engraçado. Assim como todas as coisas simples e gostosas da vida.

Pedro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Pedro Ficarelli