Você pode ouvir ao som de Clareou

Estou num momento de transição da minha vida. Acredito que as coisas funcionam assim: ou é transição ou é uma fase. Quando relembrarmos no futuro sobre como era nossa vida em tal período, sempre vai vir na nossa mente uma série de memórias daquela fase. O intervalo nebuloso entre uma e outra é de transição, quando tudo se encaminha pra mudanças e muitas vezes o que rola é confusão. C’est la vie e segue o baile, as transformações são essenciais pro ciclo da vida.

Aprendi há pouco tempo que estabilidade não existe. Desde criança procurei evitar confrontos, concordar com muitas coisas que não me pareciam certas apenas para não sair da zona de conforto, aceitar imposições que eram feitas apenas para não divergir. Quando comecei a olhar para a vida como uma estrada onde você está sempre em movimento, as ideias clarearam de vez.

Tenho grandes projetos pra mim. Muitos consegui startar apenas há pouco tempo e confesso que são muitas as vezes em que a motivação cambaleia e a cabeça entra em confusão.

– Tanto esforço e quase nenhum resultado!

– Parece que nunca vai dar…

– Eu ainda tô tão longe!?

Esses pensamentos negativos difíceis de controlar insistem em querer me visitar.

Para me armar contra isso comecei aos poucos a prestar atenção mais nos degraus já subidos do que nos degraus que se apresentam na minha frente. Por ter sede de conquista, minhas escadas são imensas. A real é que subir olhando o tempo todo pro topo torna as coisas quase impossíveis. Eu acordo todos os dias, então, olhando apenas para o degrau seguinte.

– O que eu posso fazer para evoluir nessas 24h? – é a frase que se automatizou nos meus pensamentos.

Quando fico confuso sobre para onde estou indo, miro o topo do meu objetivo e vislumbro o troféu que me programei para conquistar; quando me parece que não estou tendo progresso, revejo meus dias e reparo em como eu mudei desde que comecei.

Pode ser que eu esteja à léguas de distância do que eu quero. Azar. Fuck it all. Isso não mexe comigo. Pois no fundo eu sei que preciso acordar e ir em frente, caso contrário eu despenco. Uma estrada bonita só é trilhada por completo se todos os passos forem dados.

Essa é a importância de cada passo.

paulinho

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Sobre Jornalismo de Boteco

Paulinho Rahs Escritor, compositor, poeta solitário, vocalista da Arcadia e criador do Jornalismo de Boteco. Entusiasta, subversivo e magnânimo, contém na lista de vícios café, cerveja, o Foo Fighters e o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. https://www.facebook.com/PaulinhoRahsOficial/

CATEGORIA

Paulinho Rahs

Tags

,