28/11/2016

A Apocalipse

Eu não devia, mas imagino. Crio expectativas já com a certeza de que vão ser frustradas. Imagino o dia que tua boca vai ser minha, sim, um dia ou uma noite, desde que seja. Fico tentando resolver antecipadamente os problemas que podem acontecer. Por exemplo, teu cabelo curto demais, que eu não vou poder puxar. Sei que tu deve tá pedindo que eu cale a minha boca agora. A mesma boca que abusa de um sorriso bobo toda quarta-feira, ou quinta-feira, ou todos os outros dias que eu fale contigo.
Talvez porque tu seja linda demais, querida demais e iludida demais. Alguém que, assim como eu, faz questão de acreditar e valorizar os sentimentos bons, os sentimentos intensos, aqueles mais verdadeiros.
Quando me mostra uma foto tua, não posso dizer que não gostei. Pra mim, tu fica muito bem em todas. Não importa se a maquiagem é aquela velha que tua mãe te deu aos 13 anos, ou se simplesmente preferiu nem usar quando saiu de casa. Tu não precisa de algo que realce o que é bonito em ti, porque é cada curva do teu rosto, cada brilho dos teus olhos e cada sinceridade do teu sorriso que te tornam diferente de tudo que alguém podia imaginar.
Não precisa de fotógrafo profissional para te fotografar, ou um diretor experiente para te instruir. Porque a forma como tu faz é a que vale, é a que eu quero e é a melhor de ver. É tu que faz a foto, não é a foto que é feita pra ti.
Posso ser tua segunda voz quando toca o teu violão. Posso ser uma corda dele, caso uma delas arrebente. Posso ser simplesmente a tua companhia, ou alguém que admira a forma sutil como tu troca as notas, baixa o tom da música e canta com essa voz suave. Pensando bem, depois disso, ou ao invés disso, a gente pode simplesmente ficar olhando dentro dos olhos um do outro, tanto faz se vamos comer chocolate ou tomar cerveja, só quero reparar na forma como mexe a boca ao falar comigo.
captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38
Não sei se já falaram isso, mas tu impactou na forma como tudo se comporta ao teu redor. Mudou a forma como as flores nascem, como as pessoas respiram e até a correnteza dos rios que tu conhece. Alterou a forma como o homem olha para a mulher, e como a mulher se comporta diante do homem. Afundou o padrão que existia para criar o teu próprio.
Tu é como um apocalipse. Na verdade, tem a capacidade de provocar as mesmas mudanças e de impactar da mesma forma, mas não gera todos os problemas que ele é capaz de gerar.

Quando tu acorda não quer bom dia, só precisa de um palavrão sacana pra se sentir amada. E eu não entendo como tem cara aí que só te quer como ex-namorada.

 WhatsApp-Image-20160619
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Deivid Rafael