Será que ela gosta tanto de sorrir das coisas bobas da vida?
Será que ele sabe o valor de um sorriso bobo?
Será que ela gosta tanto assim dos contos do Gabito Nunes quanto eu?
Será que ele ler poesias e as recita em tristes ou felizes?
Será que ela já escutou as letras marcantes do Rubel?
Será que ele sabe o valor dos versos do Caetano?
Será que ela sonhar em se casar na praia, ter dois filhos e adotar um cachorro chamado Bob?
Será que ele será fiel e me pedirá a mão em casamento prometendo que nosso amor perdurará pra sempre?
Será que ela vai gostar das minhas piadas sem graça?
Será que ele não vai enjoar dos meus carinhos um dia?
Será que ela ainda tem tanto medo de ser magoada?
Será que ele vai saber que tenho coração frágil e que precisarei de mútuos cuidados?
Será que ela vai entender que minha ex não significa mais nada pra mim?
Será que ele vai ser quem eu exatamente preciso agora?
Será que ela vem hoje?
Será que ele vem nestes dias que costumo andar distraída comigo mesma?

***

Será ela ali do outro lado da rua?

Será ele na outra calçada olhando pra mim?

Vovó dizia: A gente nunca sabe quem vem de lá meu bem, mas sempre vem. Com um sorriso talhado no rosto e milhões de promessas no peito. Agora, se jogar neste novo corpo de imensidões desconhecidas é uma escolha sua jamais dos outros.

Afinal, alguém realmente sabe quem está vindo de lá?

Pedro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Pedro Ficarelli