É que ainda não deu para esquecer os planos que fiz na minha cabeça e que lhe incluíam sempre de alguma forma. Mesmo que estivesse distante, a verdade é que estava comigo diariamente em meus pensamentos, preces e em cada momento que imaginava como seria bom ter sua presença ali.

Sabe, dizem que a ausência é o primeiro ingrediente para o esquecimento, então me pergunto por que é que ainda sinto você aqui, tão dentro de mim quanto quando me apaixonei por você… Parece que para mim sempre foi diferente e os meses sem poder te ver só faziam aumentar a saudade para ver meu amor transbordar quando você chegava.

Então, eu peço, não me imponha sua presença de repente depois de prometer voltar para me ver e não cumprir, não agora que não podemos ser mais dois porque você já formou um par com outro alguém. Não seja amigo dos meus pais, não me faça treinar discursos de que está tudo bem quando não está. Não me faça convites para ir a tua casa quando eu não posso aceitar, não me conte os seus planos quando eu não posso vê-los se cumprir.

Não, não me chame para ficar a sós com você no banco do carona, não me ensine a trocar as músicas do carro quando tudo o que eu queria era poder tocá-lo, beijá-lo e ser tua, não me faça perder o chão porque está ali e eu, bem, eu ainda estou aqui apaixonada pelo homem que conheci há dois anos e você ainda me tira todo o sossego em noites de insônia.

Não tente ser meu amigo. Se um dia me disse que não conseguiria ser só isso, hoje sou eu que lhe repito a frase: não consigo ser só sua amiga. Porque entre querer ter lhe conhecido antes ou depois, eu só tinha o agora para oferecer e ele não foi o bastante. De falsas promessas já estava tão cansada, ainda assim resisti e tentei construir um caminho para nós dois, mudei meus planos tentando me encaixar nos teus para agora ver o fim tão claro e doloroso.

Não posso vê-lo, não posso repetir um adeus que sempre dói por eu querer sempre mais e você ter sempre menos. Não posso ver seu carro na garagem me lembrando de você e não posso me acabar no choro quando ele não está mais ali de novo.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Não posso com a tua presença no meu quarto, na sala e cozinha, não posso conter o seu fantasma me lembrando sempre de como poderia ter sido diferente. Não posso com metades, você bem sabe que só me contenho com o inteiro, com o intenso e com o que me tira o riso ao invés de lagrimas.

Então não me peça maturidade quando foi você quem quebrou meu riso, quando foi você que não quis dar uma chance, não me peça qualquer favor.

Não posso apagar nossas risadas, nem as lembranças de nós dois rolando pela cama, não posso esquecer do seu olhar, das suas mão em mim e do nosso desejo um pelo outro, mas posso pedir que não apareça aqui para me lembrar, posso desejar nunca mais lhe ver e que o destino mantenha nos caminhos separados se não puderem ser um só.

Somamos quando estávamos juntos, erramos aqui e ali e não há como voltar atrás. Eu acredito em recomeços e você decidiu recomeçar sem me ter ali para lhe dizer que é o homem que me fez acreditar ser, não deixou de ser quem admiro, mas agora não é nem de longe a companhia que desejo como amigo. Se o amor que lhe tenho deseja toda a tua felicidade, o amor por mim mesma suplica que esteja longe de mim, porque eu não posso ser sua amiga, não posso ser só isso.

15058649_1252964888107800_1462595490_n

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thamires Alves