– Você está loca.
– Está pedindo para ter seu coração partido.
– Ela deve estar iludida.

E daí que um outro cara passou por aqui e bagunçou tudo? E daí que já houveram mais lágrimas do que sorrisos? E daí que eu sempre segurei o peso de dois mundos e no final sempre saia machucada sem ninguém para limpar as feridas? Ele foi um babaca, eu não posso jogar o peso dos erros e escolhas em uma pessoa que ainda não apareceu, não posso e não vou.

Eu quero poder conhecer alguém sem as amarras do medo, eu quero ir a um primeiro encontro sentindo de novo todo o frio na barriga, as pernas trêmulas, a voz embargada, e os velhos clichês que para muitos são banais. Não quero viver como se eu precisasse me defender de tudo e de todos.

Eu não sei o dia que ele vai cruzar o meu caminho, eu não sei se ele vai se encantar ou se assustar quando de fato me conhecer. Eu quero poder olhar em seus olhos e ver um pouco dos sentimentos que iremos carregar na pele.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Eu quero poder segurar a sua mão sem o medo da despedida. Eu quero sentir saudades na certeza de que logo iremos nos reencontrar. Eu quero alguém que me inspire amor, amor daqueles que não nos dá medo de tentar.

Eu não quero pensar no que eu perdi, eu não quero pensar o quanto doeu, eu quero viver emoções novas, ele não tem culpa dos meus traumas, eu quero descobrir quantos sorrisos ele tem, seus gostos, manias, e com certeza ele também deve ter os seus fantasmas, então pela primeira vez quero viver um amor como se fosse a primeira vez, porque será a minha vez.

Quero sentir, quero simplesmente viver, relacionamentos são vias de mãos duplas, não quero me perder no caminho, dessa vez irei permitir que o outro me guie em uma nova estrada mesmo que eu não conheça o destino, vou deixar o desejo transbordar, não quero esperar a tempestade passar, um novo dia nascer, simplesmente o dia que ele bater em minha porta, eu irei deixar acontecer.

Quero ter nele meu refúgio, meu melhor amigo, à pessoa a quem eu possa confiar o meu mundo sem medo de adeus, quero amar hoje sem a sombra do medo de que daqui há alguns anos ele será o novo amor de alguém, quero deixar de lado as velhas crendices e simplesmente ser feliz.

Não sei o seu nome e tão pouco que cor tem os seus olhos, ele não será apenas um ascendente astrológico que vem do capricórnio para o escorpião. Será também um lugar, e se existir hora para o mundo parar e tudo se sentir, será exatamente lá, com ele ao meu lado. E pode ser de manhã ou quem sabe depois da meia noite que ele irá se fazer notar.

A vocês que me acham louca, eu confesso: Não vou permitir que o medo roube o brilho dos meus sonhos, e a intensidade da minha força. Luto até obter êxito, e depois ajudo quem estiver no caminho. Que eu possa sempre ter a fé e a confiança como aliados, se sou capaz de acreditar, então serei também capaz de realizar, não importa o quanto antes deu errado ou quantas vez mais irei me machucar. Mas hoje? Eu decidi que nos braços do amor eu desejo me jogar.

re

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. Houve* 😊

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Re Vieira