Não está nada fora do lugar -confesso-, mas tuas lembranças ainda vem conversar com meus princípios em plena madrugada.

Sua ida repentina, há anos atrás, era totalmente previsível. Deixei que fosse por preferir sofrer pela saudade e não pela presença doída. Mas já lembrou das coisas boas que vivemos? Das nossas idas a lugar nenhum, das roupas casuais, dos trejeitos, da frieza de meus sentimentos que mais faziam mostrá-los que escondê-los. Lembra das nossas andanças, das conversas até às quatro? Tão tarde que já era cedo. Cedo como o que sentia, como aquilo que estivemos propostos a chamar de “algo”.

Por acaso você lembra da timidez excessiva e quase aterrorizante que se fazia presente nos mais simples dos meus atos quando você aparecia de repente ou quando você fingiu que estava com o carro quebrado bem na frente da minha casa? Lembra de como você passava horas falando sobre o futuro independente, do trabalho e eu só escutava como se estivesse entendendo? Morria de preguiça de compreender tudo. Ah… Como eram boas as nossas estradas sem rumo e como eram inesperados esses nossos rumos. As comidas eram da melhor qualidade. Principalmente às três da manhã, depois de passar toda a noite vestidos formalmente sem ter decidido, ainda, qual lugar deveríamos parar para comer. Eram bons sanduíches da madrugada.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Sinto um pouco de arrependimento por não demonstrar tudo que estava disposta a fazer se aquilo houvesse continuidade. Profundamente. É realmente uma pena que meus sentimentos fossem tão fortes a ponto de se deixarem trancafiar. Você não me conheceu de verdade. Nem um pouco. Não soube meu lado adulta, meu lado controladora, meu lado mulher. Tampouco teve a oportunidade de saber que eu era totalmente mutável quando precisava melhorar. Não por você. Por nós!

É interessante pensar em ti, moço antigo, do bar, das madrugadas e manhãs. Penso que isso não seja paixão avassaladora e sim uma vontade de mostrar ao passado que eu consigo lembrá-lo sem desejá-lo tanto. Afinal, ainda tem café de ontem por aqui (você), mas já está frio demais.

IMG_9726

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Das Dores Monteiro