O horário de verão começou e, apesar de passar uma semana inteira reclamando, devo confessar que amo sair do trabalho e dar de cara com um sol querendo se pôr aos poucos e acompanhar de perto todo esse processo, juro que me dá um vontade maluca de ficar aplaudindo aquilo que me é ofertado quase que diariamente. Esse é o horário que não me culpo de em plena terça-feira cumprir meu tempo no trabalho e ir para o shopping bater perna, sentar no boteco e pedir uma cerveja bem gelada para esfriar os neurônios ou até mesmo sentar na livraria e folhear os livros que poderão um dia fazer parte da minha prateleira.

captura-de-tela-2016-03-18-acc80s-23-14-38

Fiz isso ontem, decidi passar num barzinho próximo à minha quadra, sentei sem nem pensar em que horário teria de voltar para casa, pedi a boa e velha gelada e fiquei ali pensando na vida, escrevendo na minha agenda, rabiscando guardanapos, não percebi o tempo passar, mas logo pude perceber pelos olhares alheios que pareciam me chamar de coitada abandonada, pessoa sem amigos, sem um e qualquer outra coisa que remeta à um tadinha, ou pior, que eu estava à espera de qualquer homem que pudesse me abordar para passarmos a noite juntos. Infelizmente isso é parte do machismo de cada dia que dá nojo.

Não, gente, eu não estava sozinha porque eu não tenho amigos, porque não tenho o que fazer ou porque eu sou uma coitada abandonada, eu estava sozinha porque eu queria. Ponto final. Por que devemos estar rodeados de gente o tempo todo? Por que ficar sozinha significa para quem vê coisas que não fazem o menor sentido? Somos eternos dependentes do outro? Entendo que essa é uma discussão que devemos fazer, sobretudo, com nós mesmos. Há pouco tempo que consegui descobrir que eu não preciso de outras pessoas para beber comigo, ir ao show gratuito num shopping da cidade, correr no parque e todas as outras coisas que teoricamente é ruim fazermos sozinhos, afinal confirmei a ideia de que só descobrimos quem poderá ser nossa melhor companhia para fazer tudo isso quando olhamos para dentro e percebemos que a nossa melhor cia já está aqui. Nós mesmos.

Thais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thais Oliveira