Não, meu bem. Não tem nada de errado contigo. Muito menos comigo, com a escola, com o trabalho ou com minha família. Não levantei com o pé esquerdo e nem tive pesadelos. Não vi nada que tenha me deixado com ciúmes ou irritada. É só que hoje eu não quero conversar.

Quando eu chegar em casa, não me faça mil perguntas, não tente me entender ou consertar o que não foi estragado. Se tu queres mesmo me ajudar, então que o faça: assim que me ver entrando pela porta, me abrace. Mas não aquele abraço de “oi, como tu tá?”, eu quero aquele abraço de “agora tu estás segura”, transmitindo a paz e o conforto que só tu me proporciona. Mesmo assim, espero que não pareça desfeita da minha parte mas, em algum momento, eu vou me desfazer dos teus braços e ir pro quarto. Talvez fique um pouco deitada, em silêncio e depois vá pro banho. Mas eu vou voltar. Já de pijama, cabelo molhado e uma carga de perguntas nas costas, eu vou me acomodar no teu peito. Vou procurar por asilo, carinho, respostas… E tudo isso eu vou achar sem nenhuma palavra. Porque hoje, amor, eu não quero conversar.

Ao invés de te fazer companhia eu vou me perder em mim mesma. Não adianta falar comigo, querer saber das contas ou contar sobre o novo cão da vizinha, eu posso até estar olhando pra ti, mas minha cabeça vai estar em mim. Não queira também optar por me ignorar. Tenho consciência que não seja tão fácil de entender o porquê da pessoa que tu amas não querer dialogar, mas desde o princípio eu te avisei que nunca foi fácil conviver comigo.

Difícil não quer dizer impossível, amor. Se tu souberes transmitir o aconchego que necessito significa que fiz a escolha mais-que-certa em amar-te. E caso tu não conseguires fazer o mesmo, tudo bem, só significa que tu és humano. Desde que hoje tu me deixes quieta pra acalmar essa batalha violenta acontecendo aqui dentro, tudo vai ficar bem, e amanhã eu te prometo que iremos conversar.

bobsin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Débora Bobsin