Tirei o salto, arregacei as mangas, prendi o cabelo e pisei firme. Deixei meus pés pisarem o chão e minha alma sentir a energia dessa liberdade. Tapei os ouvidos para todos os nortes que as pessoas queriam me impor e passei eu mesma a ditar o caminho a seguir. De agora em diante será assim. Desculpa, mas eu preciso colocar as duas mãos no volante de minha vida. Soltei o medo de dizer não. De falar que não quero. Que não estou afim. Que não vou fazer. Tomei coragem de enfrentar tudo e todos que me impedem de fazer o que eu realmente quero. Não, não me tornei arrogante ou inconsequente. Tornei-me apenas dona da minha vida e de todas as minhas vontades. Libertei-me das amarras que me sufocavam e que me tapavam a boca e não permitiam que eu expressasse um terço das minhas reais vontades. Libertei-me da preocupação do que os outros iam pensar. Libertei-me do medo de ouvir e não concordar. Libertei-me do medo de conversar e dizer que não, que eu quero de outra forma, de outro jeito. Libertei-me e coloquei para fora todos os meus sentimentos e emoções. Não deixo mais colocarem as mãos em minha boca. Amigos, familiares, conhecidos, desconhecidos… Todos, de agora em diante, precisam entender que eu estou aqui para viver conforme o que vier e conforme como eu achar necessário. Não é fácil, confesso. Principalmente quando se foi e ainda sente-se presa a tantas coisas. Quando se foi superprotegida desde a infância. Tudo se torna ainda mais resistente. E libertar-se é um ato, de início, doloroso, mas depois prazeroso e necessário. Libertar-se é preciso. É um ato de coragem que se reflete em bem estar. Em alma leve e coração suspirando de paz. Não deixo mais que me digam o tempo todo qual caminho pegar. Aliás, não permito quase nunca. Cuido das minha palavras, das minhas ações, cuido para não ser leviana nem passar por cima de ninguém. E vivo minha liberdade. Meus desejos. Meus sonhos e objetivos. Porque no fim da jogada, quem paga a conta sou eu. Sem empréstimos ou parcelas. Então que o preço seja pelo que eu escolhi viver e não pelo que me disseram para fazer.

img_6866

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Ana Luiza Santana