Existem dois tipos de mulheres no mundo. Aquelas que choram quando tudo pega fogo e foge do controle e aquelas que andam prontas, com isqueiro e mais gasolina no bolso. Seria uma noite qualquer, não fosse o fato de ter decidido ser e fazer melhor que ontem.

Bia, ao contrário do que esperam por ai, nunca foi do tipo, bela, recatada e do lar. Na verdade, chama atenção, porque é bela, ousada e da vida meu irmão. Naquela noite, passara na casa de uma amiga para o tradicional esquenta, antes de uma baladinha “qualquer”, como dizia sua amiga Joyce.

Ao chegar, encontrou a amiga toda desmontada e aos prantos. Ela chorava por mais um desses amores estúpidos, que tiram a razão de qualquer pessoa. Ao chegar, não se conteve e foi logo gritando: -Que palhaçada é essa mulher? Bora levantar e se arrumar, porque a noite é nossa.

A amiga com semblante triste, lhe respondeu: – Não tô afim, eu sei que ele vai estar lá. Eu não quero encontra-lo.  Mas ousada e astuta como sempre, ela foi pronta em responder:- Mas é lógico que ele vai estar lá, e é isso mesmo que nós queremos.

Sem entender nada, a amiga lhe interrogou:
– É isso que nós queremos?

– Sim, é exatamente isso que nós queremos. Se a noite é nossa, quem escolhe o roteiro dessa parada somos nós. Veja bem meu amor, você não queria o fim, mas ele chegou. Tudo bem, pode ser que não seja legal encontra-lo essa noite. Mas me diga uma coisa, você já viu algum corredor, ganhar sem correr? Você já viu alguma mãe, dar a luz sem passar pelas dores do parto?  Tá, eu sei que não os exemplos mais legais, mas entenda, tudo que vale a pena, é sacrificado mesmo. Não tô dizendo que o foco seja ele, ou essa coisa que você chamava de relacionamento, o foco aqui é felicidade.

-Ai amiga, não tenho certeza se vou. Olha, eu te entendo e tal, mas tá difícil.

-Difícil? Meu amor, difícil encontrar promoção de sapato e não ter dinheiro em caixa linda. Acorda Joyce, seja a dona da noite. Mostra que o camarote é teu, se tem alguém que precisa se esconder não é você. Entenda logo, felicidade não se cria, se conquista. Pode não parecer muito atrativo, mas vou te dar uma receita, duas doses de amor próprio e você vai estar pronta rapidinho.

-Tá, amor próprio? Começo por onde?

-Começa arrancando todas as lembranças dele. Depois, troca, muda esse cabelo, muda essa roupa, se maquia, passa pelas inimigas, desce até o chão. Coloca o melhor sorriso, o melhor olhar, se enfrenta no espelho e toma duas doses coragem. Porque nesse mundo que vivemos hoje, é preciso ter coragem!

-Ok. Me convenceu sua chata. Eu vou contigo. Mas você é fogo eim?!

-Fogo? Linda, eu sou é incêndio em pessoa, sempre pronta com isqueiro e digo mais, pra me acompanhar tem que vir com mais gasolina.

Com um pouco de receio e já trocando de roupa, Joyce parou e lhe indagou: – Mas se ele chegar em mim amiga?

-Se ele chegar? Sim, ele vai chegar, mas tudo bem. É por isso que você tá carregando gasolina na bolsa e gelo no coração.

E naquela noite, Joyce aprendeu, que sim, felicidade é só questão de ser!

thamires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Thamires Benetório