Cheguei ao momento de desistir. Desistir do que eu acredito, do que eu penso, do que eu sonho. Não dá mais! Eu não aguento mais tanta hipocrisia todo dia e eu não sei como frear o mundo.

Eu me sinto impotente diante de tudo o que acontece, diante de tanta cegueira espalhada em milhões de pessoas que parecem só ver o que lhes convém.

E eu preciso parar o mundo inteiro. Sinto o mundo inteiro nas minhas costas. Pesa. Dói.

Eu rezo e sonho e prezo pelo sentimento de justiça, que parece que se perdeu, se confundiu, já era… Onde está o sentimento de justiça?

Todos os dias vejo pessoas cobrando de um país falido. Um país falido de respeito, de esperança, de moralidade. Todos os dias eu vejo pessoas bradando interesses, praticando justiça seletiva, sendo massa de manobra da mídia, do dinheiro e do poder.

Eu queria tanto que todos fossem pelo todos. Que o sentir fosse honesto, que a corrupção estivesse só n’alguns deputados cassados presos em suas celas, petistas, psdbistas, todos os corruptos. E quem pode julgar? Também não sei.

Eu queria que as pessoas fossem além do mesmo, do comum, do que está e é ruim, do que tem tudo pra ser melhor e precisa de chance. Eu disse: chance! Não dinheiro.

Mas aqui cada dia a mais é um a menos de publicidades, marketings esdrúxulos e dinheiro. Dinheiro move mais o mundo do que o sentir, sentir alguém que precisa de ajuda e você não ter como ajudar. Dinheiro é mais importante que a mãe que trabalha duro pra levar a comida, que falta de vez quando. FALTA!

Comida FALTA!

Do alto de seus banquetes que virarão lixo e saciarão a fome mínima de quem não come por causa da dieta. Do lado da carteira que mistura cores de cartões de alguém que não paga porque não precisa. De cima do muro da casa alta, que esconde quartos que nunca serão usados.

A comida falta!

A conta cobra!

O teto desaba!

Onde está a humanidade, quando uma pessoa passa fome debaixo de uma ponte qualquer?

Onde está a esperança, quando chove e a água leva embora o pouco que muito valia?

Onde está a justiça, no lar de quem precisa e quer estudos, livros, canetas e papeis para o mínimo que é conhecer e aprender?

Eu me sinto cansada de ser um pouco da parte de um todo que não liga se o menino de 5 anos faz malabares no sinal. É só dar um troco. Troco pouco. Dever social cumprido.

Eu me sinto derrotada diante da impunidade de Cunhas, Felicianos, Aécios, Serras, Alckmins e uma corja de gente imunda, nojenta, sem um pingo do sentimento do que é SER HUMANO.

Como pode, meu deus?

Desejar e ter na hora.

Precisar e esperar uma vida até a morte?

A desigualdade me dói todos os dias e eu queria mexer tampinhas e tornar todo o mundo igual, diverso e igual.

Sem preconceitos, fome, guerra, conflitos. O que a gente tem dá pra todos não é? Quem o outro é, não importa, quando prevalece amor. E o amor jamais deveria ser visto como algo errado ou inoportuno, como uma vergonha ou um sentimento a ser escondido.

No fundo, bem no fundo é bem difícil entender a luta de classes, quando a nossa é privilegiada. Onde está a meritocracia na vida de dá duro e não consegue chegar no fim do mês sem passar fome? Onde está a meritocracia na vida de quem estuda e não consegue passar porque não teve acesso, oportunidade? Onde está a meritocracia?

Muita gente ainda adora o poder… Poder chegar numa festa e rir de quem não pode pagar VIP, rir de quem não viaja de primeira classe, de quem repete roupa, de quem usa o mesmo sapato. A classe que está preocupada em questionar a vida alheia, enquanto a outra chora, luta, deseja um país humano, o oposto desta sociedade opressora e excludente. Não há motivos para se preocupar com o outro, quando o que importa realmente é o poder.

No fundo, a gente sabe que pouca gente está preocupada com a construção de um Brasil melhor. A luta ,infelizmente, é por outra coisa, não por um país mais justo.

Camila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Camila Oliveira