A nossa despedida

Desculpa ser por carta, mas não saberia mentir ao encarar seu olhar, você me conhece tão bem e é impossível te enganar, se eu sorrir por aparências então você vai me dizer: – Isso não combina com você. Quem diria que isso um dia poderia acontecer? Não eu não planejei, mas você me conhece, não gosto de tumulto e tão pouco essa coisa de emoção, sempre achei que sentir era perigoso, e o problema foi quando percebi que era por você, que batia mais forte o meu coração. Sei que não vai entender a minha decisão, posso estar sendo fraca e até mesmo precipitada, mas não quero estragar o que já foi cultivado, somos opostos e jamais seriamos aquela batida perfeita que faz geral viajar em único single. -Covarde! Grita o meu reflexo no espelho. Sim, prefiro me retirar e preservar nossa história do que lhe mostrar o que realmente carrego dentro do coração, eu conheço o seu jeito e jamais eu seria a dona de sua paixão. Nos fazemos tão bem e será essa lembrança que comigo carregarei, você pode não acreditar, mas é sincero, ninguém previa, mas é fato, por você me apaixonei. Antes de te conhecer, vivi amores intensos, amores banais, amores que me deram sono, que me deram tédio, tristezas e alegrias. Confesso que já fui conquistada por palavras, e já magoei com atitudes, nem sempre quis quem me queria de verdade, sempre preferi aqueles que não me davam muita bola. Já magoei, e quebrei sonhos de quem confiou em mim, já me submeti a amores vorazes, e também me perdi naqueles que era apenas calmaria. Já fui mandona, mas também já baixei a guarda, já morri de amor e mesmo assim continuei vivendo. Mas ao te olhar pelo primeiro segundo eu não tive dúvidas, você tinha tudo o que me quebrava no meio como nenhum outro faria, é aquele tipo de mistura boa, meio príncipe e meio canalha, o melhor era sua sinceridade estampada até os dentes, não iludia, não prometia, não era de mandar flores, e nem de ligar no outro dia, mas o momento em que estava presente dava amor, dava atenção, me fazia sentir como se não houvesse mais ninguém. Jamais provei o gosto do seu beijo, e nunca senti o cheiro da sua pele em outro corpo, e o sorriso? Há como eu adorava o sorriso, aquele que me encantava, a sensação de ter você dormindo em meus braços, e me perder em meio aos seus carinhos, o Deus como eu ficaria ali até que chegasse a próxima estação. Você é a mistura mais complexa que me apareceu, e é exatamente do tamanho da parte que mais completa o meu coração. Entende os meus motivos? Então me perdoe mas tenho que partir, essa história eu já conheço o fim, você não me ama, se quer me nota, então aqui deixo o meu adeus, pra você é prazer mas pra mim virou amor, e nas melhores memórias, irei sempre levar as lembranças de nós dois, mas esse é o nosso fim.

re

Um comentário em “A nossa despedida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s