De uns tempos pra cá pude perceber como as coisas mudam com o tempo. Como os conceitos mudam com o nosso amadurecimento e como nos tornamos exigentes com a gente e com os outros. Passamos a ser seletivos. A ouvir somente o necessário e nos desligarmos de tudo aquilo que não nos acrescenta. Aprendemos a valorizar o silêncio, quando, no momento, responder simplesmente não vale a pena. Não vale o esforço e nem a dor de cabeça. Aprendemos a respeitar as escolhas das pessoas, mesmo que sejam diferentes das nossas. Passamos a aceitar que pessoas mudam ou na verdade nunca foram realmente quem pensamos que eram. Aprendemos a deixar ir tudo aquilo que não quer ou não pode ficar. Aprendemos a abrir mão de tudo aquilo que por um motivo ou outro não nos faz bem, ou não condiz com nossos ideais e planos. Passamos a ser mais flexíveis porque a vida já nos deu provas suficientes de que quem não se curva uma hora quebra. Aprendemos a ser práticos, até demais. A tomar decisões e saber realmente o que queremos. Aprendemos a ir atrás, a insistirmos enquanto der e puder. A dar a cara pra bater pelo que desejamos. Passamos a ter mais facilidade em falar sobre coisas que realmente importam a pessoas que realmente importam, mesmo que elas tenham dificuldade em acreditar. Aprendemos a deixar o orgulho de lado, porque já percebemos que ele nos faz perder muito mais do que ganhar. E perdas são sempre doloridas. Aprendemos que cada um é de um jeito e que temos que aceitar isso se não quisermos perder pessoas especiais. Passamos a aceitar que pessoas importantes também vão embora e saem das nossas vidas com a mesma facilidade que entraram. Passamos a entender que tudo na vida tem começo, mas que também tem fim e esse é o ciclo natural das coisas. Aprendemos que o tempo é sábio. Nós é que somos apressados. Passamos a aceitar que memórias fazem parte da vida. Saudades também. E que conviver com elas não é tão ruim assim. Elas nos mostram o que realmente vale a pena. Aprendemos a viver um dia de cada vez, porque o ontem já foi há muito tempo e amanhã ainda está longe demais. Aprendemos a reconhecer os verdadeiros amigos e dar valor a eles. Porque todas as riquezas do mundo não valem um bom amigo. Aprendemos que a distância não é nada quando a pessoa mora dentro da gente. O estar junto não é físico, é de alma. Passamos a aceitar a mão pesada do destino, que muitas vezes vira nossa vida de cabeça pra baixo. Passamos a ter cada dia mais certeza de como mundo é pequeno e agradecer por cada volta que ele dá. Aprendemos que existe uma enorme distância entre amor e carência. E assim, tudo que está confuso vai ficando cada vez mais claro. Aprendemos a parar de sabotar a nos mesmos. Passamos a nos permitir cair as vezes, pra aprender a levantar em todas elas. Sem cansar. Passamos a aceitar que somos de carne e osso, mesmo que muitas vezes a vida exija que sejamos de ferro. Passamos a dar o braço a torcer as vezes, ou sempre. Porque mais vale a presença de alguém importante do que estar certo sozinho. É que às vezes as pessoas que vão nem sempre voltam. Passamos a enxergar a dimensão de nossas escolhas e suas consequências e entender que voltar atrás não é falta de personalidade. É, muitas vezes, necessário. Aprendemos que nenhum amor vale tanto quanto o nosso próprio e que ninguém vale tanto a pena a ponto de nos fazer esquecer de nos mesmos. Aprendemos a não permitir que o mal do outro se instale em nós. Afinal, tudo aquilo que não aceitamos, volta pra quem nos ofereceu. Aprendemos a difícil arte de perdoar e vamos aprendendo aos poucos a de esquecer. A vida nos ensina, sempre. Todos os dias, o tempo todo. E o aprendizado requer mudanças e sacrifícios, mas nem todo mundo está disposto a pagar o preço.

mariana

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. Excelente o texto, Mariana. Você foi muito feliz nesse apanhado de fatores que levam ao aprendizado com o passar do tempo. E para quem quer seguir aprendendo, muitos insights estão aí. Parabéns!

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Mariana Caramori