É complicado porque a gente sempre vai, mas volta

Hoje eu percebi que em todas as vezes que a gente conversa, a gente sempre inicia o papo numa boa, ri, compartilha a vida e no final da conversa sempre acaba puto ou estressado por algo que alguém disse. Aí o papo morre e nunca mais ninguém se fala.

Acho que é saudável manter um diálogo contigo, porque tivemos uma coisa forte, porém essa coisa acabou não dando certo e a gente se separou. Mas na realidade, não houve um dano, um mal real pra vida de ninguém, só desentendimentos que nos impediram de continuar. Fim. Aliás, a gente se odeia por expressão, por sentimento é impossível.

Mas o que é mais foda, é que hoje, enquanto pensava nisso, percebi que, o nosso relacionamento, era assim, sempre foi. No início eram sempre flores, a gente se planejava pra manter uma boa relação, sem brigas, sem culpas, com aquele contrato de falar sempre o que estava incomodando para manter tudo sempre bem resolvido. Pura ilusão. Pois tudo acabava dando errado e a gente terminava e depois de um tempo voltava, porque no início eram só flores, sem brigas, nem culpas, mas depois tudo dava errado e a gente terminava e depois voltava porque no início eram só flores, sem brigas, nem culpas e depois tudo acabava dando errado e então a gente terminava e depois voltava…

O pior é que isso acontece com as nossas conversas também, elas seguem esse ciclo vicioso do ir e voltar, de sempre iniciar conversas com um sentimento e sair delas com outro, ruim, bem ruim. A gente sempre se fala por conta de um denominador comum, um encontro, uma história, algo que nos fez lembrar. A gente se partilha, revela segredos, conta da vida, mas depois se perde entre uma má interpretação. Tudo desanda e a gente fica sem se falar.

Um tempo depois, a gente volta a conversar, por algum motivo besta. E ri, fala da vida, relembra coisas, mas depois se desentende. Perde o contato por dias, meses, anos, pra um dia voltar a uma nova conversa, que parece que nunca foi rompida e que tem uma afinidade indescritível.

Que looping eterno, esse. Porque será que existe esse eterno estica e puxa entre a gente? Esse ciclo sem fim, mesmo que haja um ponto final em tudo o que a gente teve? Mesmo não existindo mais envolvimento, mesmo que os nossos sentimentos sejam diferentes e talvez estranhos. Mas, sentimentos que não representam mais aquela relação que acabou.

Será que a gente vai entender um dia? E vai terminar uma conversa sem desentendimentos e chateações ou desabafos íntimos de: “não quero falar com você”?

Eu acredito no dia em que estaremos realmente de fora. Vamos olhar pra tudo isso, dando gargalhadas ao nos encontrarmos numa feira de livros qualquer. Você virá até a minha mesa me pedir que registre o meu autógrafo, e vai ficar ali, falando da vida, dos filhos e da nova educação alimentar que você criou pra eles, porque “não se pode deixar essas crianças com essas comidas do mundo moderno, cheia de corantes e coisas ruins”. Você não irá se irritar, eu não irei me irritar. Nem que se fale um ou dois palavrões, ou que eu não entenda sua piada e insista para que me explique rapidinho porque eu quero rir também.

Será que vamos conseguir nos desprender dessa cadeia, de achar que estamos ligados por algum tipo de conexão sobre-humana, que nos mantém, nessa órbita que transcende ao que vivemos em nossas vidas, casas e obrigações?

Eu não sei.

Mas torço para que a gente se livre das referências que criamos. Que nos mantém nessa eterna briga de egos, joguinhos e sentimentos. Que nos prende e puxa e estica e que faz a gente viver como num torneio de ping-pong, onde ninguém quer perder a bola e só quer ganhar a partida.

Camila

Anúncios

Um comentário em “É complicado porque a gente sempre vai, mas volta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s