Cansei dos rótulos. Cansei da ideia de acharem que eu sou apenas estatística dentro de um padrão estabelecido, apenas por ter nascido mulher.

Tenho muito orgulho de quem sou e da forma como aprendi a lidar com os questionamentos. O que me cansa na verdade são as expectativas, os padrões e a vida pré-estabelecida, desde quando ainda na barriga de minha mãe me disseram que eu seria mulher. Nasci mulher ou me tornei mulher? Acredito que um órgão é só parte de quem sou e que o “ser mulher” vai além da compreensão biólogica, natural.

Nada do que sou sendo mulher, parece que cabe em mim, por ser mulher! Se sou autêntica e decidida, estou agindo como um homem: “Pare com isso, você parece o macho da relação!”. Ser forte, independente, dona de si e principalmente decida, confunde-se no estereótipo masculino que em mim não cabe, porque eu “nasci mulher” e obviamente devo “agir como uma mulher…” Mas será que devo? O que é ser uma mulher?

Se sou negra e aliso o cabelo, o estou destruindo. Se sou negra e assumo os cachos, sou feia e desajeitada. “Cabelo liso? É escorrido!” “Ficar careca? Que feia!” “Cabelo loiro? não dá né?”

Sou magra demais? “Não pode! Quer sumir?” Sou gorda? “Um pecado, você precisa emagrecer!” “Vai pra academia!” “Toma suplemento!”     “Levanta uns pesos!” “Toma shake!” “Faz pilates!” “Já fez a dieta das fases da lua?”

Pelos: “Depila as pernas!” “Não depila!” “Pinta os pelinhos!” “Que feio pintar os pelinhos!” “Suas sobrancelhas são finas! Preenchimento!” “Sobrancelha grossa? Design!”

Maquiagem: “Você usa demais! Mulher tem que ser natural!” “Você não usa nada? Nem um batom? Com essa cara nenhum homem vai te querer! Nem parece mulher!” “Que batom vermelho é esse? Parece uma puta!” “Esse rímel borrado? Parece um panda!”

“Esconde as celulites, menina” “Estrias? Não dá!” “Coisa feia andar com seus seios e bicos e volumes! Uma blusa não é suficiente, coloca um sutiã!” “Onde já se viu, andar por aí com esses seios cobertos só por uma blusa?” “Esconde esses mamilos!” “Usa bojo!” “Disfarça um peito maior do que o que você tem, porque seios pequenos também não pode!” “Seios grandes? Tem que reduzir isso aí!”

“Minissaia? Tá louca? Pra quê ficar mostrando essas pernas?” “Não usa saião também, virou crente? Hippie? “Decote não pode!” “Cobre esse colo!” “Cobre essa barriga!” “Cobre as pernas!” “Usa burca!” “Você tá sempre pedindo né?” “Esconde esse corpo porque um homem não sabe se controlar!”

Crise. Crise. Crise.

Medo de se vestir. Medo de maquiar. Medo de ser. Medo de existir.

“Mulher não pode gostar de sexo!” “Sexo deve ser apenas para ter filhos e satisfazer seu homem!” “A Bíblia diz que…” “Zzzz…zzzz….zzzz” “Masturbacão? Que pecado!”

“Mãe solteira? Vadia!” “Não consegue segurar homem!” “Não quer ser mãe? Que absurdo!” “Tá louca? Toda mulher nasceu pra ser mãe!”

“Toma remédios pra não engravidar!” “Usa DIU, pílulas, adesivos e um milhão de outros hormônios que irão comandar o teu corpo!” “Usa camisinha! Se acaso furar, se entope de pílula-do-dia-seguinte!” “Os métodos não são 100% seguros, mas todos foram feitos pra você! Vale o risco?” “Não pode abortar!” “Na hora de fazer foi fácil né?” “Não quer ter filhos, evita o sexo!”

“Se não queria ser estuprada porque estava na rua tão tarde? E com aquela roupa? Aquele batom? Tava pedindo!”

“Se reclamar das cantadas, vai ser estuprada!” “Não gostou? Fica calada! Com medo!”

Lembra de mais algumas frases? Com certeza sim. São infinitos que cansam. Regras que não cabem a mim. Eu quero decidir! Tá na hora de romper com esses “valores” que de válidos não tem nada! Cheguei num ponto, onde definitivamente, devo estar enganada sobre o sentido de ser mulher… E pra você, o que é ser uma mulher?

Camila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Camila Oliveira