Me olho no espelho. Deixando o ego de lado, vou tendo uma conversa franca com quem sou de verdade. Meus feitos e as coisas das quais não me orgulho, minhas conquistas e os planos que foram por água abaixo. Tudo está na balança e eu acabo de decretar de forma muito clara: decidi ser imparável.

Pronunciei com todas as letras que nenhuma dificuldade vai fazer com que eu pare, que nenhuma decepção vai baixar minha guarda. Atualizei meus conceitos e parei de me desesperar; o que está quebrado, quebrado está. Ficar desperdiçando tempo pensando no que poderia ter sido feito pra evitar a quebra nunca resolveu pra ninguém. Ou joga fora ou conserta – sem mais pra dizer.

Chorar que nem criança pelo leite derramado é atitude imatura; não vai ter sempre uma mãe pra arrumar o estrago. A vida nos pede crescimento e essa é a única resposta possível.

– Mas agora está tudo perdido – alguém me disse criando caso pela imperfeição das circunstâncias. Fuck it all. Nem tudo pode ser perfeito mesmo. Eu rio da cara as dificuldades pois elas vão passar e eu seguir em frente. Caí do cavalo às gargalhadas pois as histórias mais interessantes de se ouvir estão recheadas de contratempos.

– Vida, minha querida! Coloca mais um fardo aqui que eu aguento – “Deus dá o frio conforme o cobertor”, diz uma música que aprecio por demais. Não tem receita pra seguir. Só consigo concluir que o senso comum é perigoso. Quem depende das circunstâncias pra ser feliz, acaba entregando sua vida inteira nas mãos do acaso.

Não. O acaso não vai te proteger enquanto você andar distraído. Essa é uma mentira que te fizeram acreditar.

Quando as circunstâncias ficarem em segundo plano pra você dar o seu show, pode esperar todos os aplausos do mundo. Você vai estar fazendo o difícil simples que quase ninguém por aí se atina a fazer. Pode reclamar da vida, a escolha é sua. Quem vai atender suas reclamações? Se a resposta for ninguém, essas queixas não vão passar de desculpas.

O presente não vem embrulhado. Mas pode ter certeza: o presente é mesmo um presente.

Por essas e outras que eu afirmo: eu sou imparável. Bora ser junto comigo?

paulinho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Sobre Jornalismo de Boteco

Paulinho Rahs Escritor, compositor, poeta solitário, vocalista da Arcadia e criador do Jornalismo de Boteco. Entusiasta, subversivo e magnânimo, contém na lista de vícios café, cerveja, o Foo Fighters e o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. https://www.facebook.com/PaulinhoRahsOficial/

CATEGORIA

Paulinho Rahs

Tags

,