Ah, é por isso que sou tão apaixonada por você. Por mais simples que seja o que a gente faça, eu sei do tamanho da minha sorte em tê-lo ao meu lado. Não sei dizer se algum dia já tinha me sentido tão feliz quanto me sinto com você. Acredito que não. Talvez essa seja uma boa explicação para o amor. Não sei. O amor é indecifrável. Seja lá qual for à tentativa de entendê-lo, por menor que seja, ela será falha. É, tem coisas que só o coração é capaz de explicar. 

Portanto, lute por mim como eu luto por você. Me aceite como sou e me queira perto também. Perdoe meus erros como eu perdoo os seus. E também supere todas as coisas ruins que aconteceram. Afinal, somos maiores que isso tudo, assim, juntos, podemos ser maior que qualquer coisa. 

Amar enquanto tudo vai bem todo mundo consegue. Amar enquanto se prepara um almoço, quando se dorme abraçado, quando se planeja aquela viagem, quando se faz carinho, quando se presenteia. Amar assim é fácil. Quero ver amar enquanto alguma coisa dá errado, quando as contas começam a crescer e o dinheiro diminuir, quando o silêncio vira dúvida, quando se espera muito e se recebe pouco, quando as lágrimas caem, quando a paciência acaba. 

Altos e baixos estão espalhados por todos os lugares. Em todas as vivências. Em todos os relacionamentos. Pode ter certeza, até o casal que se ama terá algumas brigas feias. Até o casal que se ama um dia dará falta de paciência. O importante é não desistir. Mesmo que as coisas não estejam indo muito bem. Não desista. Converse. Mas jamais desista. Desde quando desistir da felicidade poderia ser uma boa opção? Desde quando trocar alguém que chegou com você até aqui por alguém que não vai com você a lugar nenhum poderia ser uma boa opção? Desde quando jogar para o alto toda a felicidade já construída por uma coisa qualquer poderia ser uma boa opção? Não desista. Desistir não é uma boa opção. Insista sempre. Todo dia. Toda hora. Todo minuto. Todo segundo. 

Eu sei, dizem que na vida tudo é um talvez. Talvez eu realize o sonho de passar no vestibular em uma Federal. Talvez tu realizes o teu de viajar o mundo. Talvez amanhã eu coma uma pizza. Ou, quem sabe, talvez eu não coma nada. Talvez ele desista. Talvez ele persista. Mas sabe, na verdade eu nunca dependi de um talvez quando falo de nós. Tenho um estoque cheinho de amor, o suficiente pra durar por muito tempo. Quem sabe até por uma vida inteira. O suficiente pra fazer de nós uma certeza, não um talvez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Carol Augsten