Sabe aquele momento em que você acorda na madrugada, incomodado com uma pequena dor surgindo em você? Logo você lembra de uma pessoa, e sabe que inevitavelmente terá de encontrá-la para sanar sua dor. Seus pensamentos se intensificam enquanto a dor vai crescendo. Você sente o sono esvair-se, e de repente você está sentando na cama sem sono e com uma angústia pela espera do dia seguinte. 

A vida sempre prega essa peça na gente, de nos deixar vulneráveis a ponto de depender de outro alguém. Sim, devemos nos cuidar para que isso não aconteça, mas chega um momento em que é inevitável não depender. Necessitamos. E quando a dor se intensifica, tudo que queremos é ver essa pessoa. Odeio recorrer e me entregar. Mas, de amanhã não passa. Preciso ir ao seu encontro.

Não consigo dormir durante a noite, e às seis me arrumo para ir ao trabalho. Me pergunto como faço para essa dor que há em mim passar. Isso faz com que a necessidade do encontro seja urgente. Como cheguei ao ponto de depender de outros para que eu possa me sentir bem?

Trabalho muito mal, a concentração desaparece e a produtividade cai. Meus amigos me perguntam o que há de errado comigo. Apenas falo que dormi mal. Não vou contar isso, é muito pessoal. Então, saio para o almoço somente para tomar um suco. Tudo cai, até meu apetite. Logo me preocupo, não posso mais retardar, preciso vê-la.

Peço para meu chefe me liberar mais cedo, assim, saio do trabalho às duas da tarde. De alguma forma, enquanto estou a caminho, a dor vai aliviando. Mas não o suficiente. Finalmente chego.

Bato na porta com o coração acelerado, quem me atente é uma outra mulher dizendo para eu esperar um pouco. Por que essa demora toda?! Quando ela me chama, sento em uma cadeira e falo que não aguentava mais ficar muitas madrugadas sem dormir, precisava que ela fizesse algo para voltar tudo como era antes. 

Depois de algumas horas, saio de lá mais aliviado e com a solução. Minha dentista sempre me passa um remédio eficaz quando sinto dor de dente. Mas, me disse que não era nada demais, somente meu siso que estava crescendo, e isso gera uma dor. 

 

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. Hahahahaha…. dores de virar gente grande! Começa por ai…. Demais!

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Jhonata Santos