A gente não sabe lidar quando nos tiram da zona de conforto, quando pisam no nosso calo, quando nos fazem levantar do sofá e ir até uma sala de aula, receber a notícia de que a aula foi cancelada. É horrível pensar que eu poderia estar deitado, ou lendo livros ou curtindo fotos ou simplesmente dormindo. É horrível aceitar o fato de que alguém foi o culpado por me fazer ir até um lugar em vão. Daí eu pergunto: Será mesmo em vão? Que lição podemos tirar disso? É correto culpar a pessoa em questão por não nos ter impedido de entrar no carro, pegar o ônibus, guiar a bicicleta, a moto, a vida… Até chegar ao lugar e ser contrariado? Somos contrariados todos os dias, a cada minuto em que existimos. Viver é uma contrariedade enorme. Cada minuto se arrasta enquanto os astros dançam a valsa das órbitas. Enquanto a natureza cuida de cada detalhe para reger a sinfonia do planeta, mesmo com a incoerência de não aceitar que apenas existindo, já estamos fazendo um grande mal para a humanidade. Poluindo. Criando. Dominando. O que eu posso aprender quando me tiram da minha zona de conforto para cumprir a obrigação que é viver, ser e estar? Eu devo ficar com raiva do trânsito que não me favoreceu? Ou do semáforo que fechou bem na minha cara? Ou da moça que pediu parada na faixa de pedestre, me obrigando a parar? O tempo é urgente eu sei. Mas o pouco que a gente espera é o que a gente pode. Se resume em atividade, ansiedade também, em sentir-se inteiro, humano e preocupado com o bem estar do próximo que talvez tenha furado o compromisso por um dano qualquer. Quero cada dia a mais, me colocar no lugar de quem espera… Mas, mais ainda, no lugar de quem queria estar e foi impedido de ir. Quero cada dia a mais, ser alguém que se preocupa além do próprio nariz e da redoma de vidro erguida pelos meus pais ao meu redor. Quero quebrar a redoma e ser livre para construir um mundo mais humano e justo. De igual para desigual. Porque a arte da vida está em aceitar a diversidade.

Camila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Camila Oliveira