Clarice era a calmaria em pessoa. Falava baixinho, gostava de andar na chuva e do cheiro de livro usado. Ela quase não saia e quando saia não gostava de chamar atenção. Ficava sempre nos cantos, sorrindo quando faziam piada, batendo os dedos no copo da bebida que mal esvaziava. A única coisa não tímida em Clarice era a mente. Enquanto o mundo normal a rodeava, um universo inteiro de ideias malucas passava em seus pensamentos.

Pedro não parava um segundo. Era músico, fazia cinema, chegava em casa e saia pra correr ou corria pra encontrar os amigos. Trocava o dia pela noite e a casa pelos palcos. Bebia muito, falava alto, mas não era de rir com piadas. A única coisa tímida em Pedro era o coração. Enquanto um mar de garotas queriam que ele olhasse para elas do palco, Pedro fechava o coração e os olhos. 

Mas quando os abriu ele viu uma menina no canto que não estava nem aí para as músicas e lia um livro ali mesmo no escuro. Ela deve ter sentindo que alguém a olhava porque tirou os olhos da página e olhou pra frente.

Nesse momento o coração de Pedro se abriu e a mente de Clarice se fechou. 

Caio Fernando Abreu diria que “num deserto de almas também desertas, uma alma especial reconhece de imediato a outra”. Eu, porém, chamado destino, digo: num mar de almas afogadas em traumas, um coração ferido reconhece de imediato a cura.

Para cada história tenho que agir de um jeito. Essa é a história de Clarice e Pedro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Sobre Jornalismo de Boteco

Paulinho Rahs Escritor, compositor, poeta solitário, vocalista da Arcadia e criador do Jornalismo de Boteco. Entusiasta, subversivo e magnânimo, contém na lista de vícios café, cerveja, o Foo Fighters e o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. https://www.facebook.com/PaulinhoRahsOficial/

CATEGORIA

Isabella Gonçalves

Tags